Sábado foi dia de montagem e ensaio na Cruz Caída

(Foto: Erik Salles/Diferente Imagens/Divulgação)
Não deu pra ir? Assista ao desfile do Afro Fashion Day
November 22, 2016
(Foto: Erik Salles/Diferente Imagens/Divulgação))
Artistas brilharam usando marcas baianas na passarela
November 22, 2016

Preparativos finais transformaram a estrutura existente e a beleza natural da praça


  • Verena Paranhos
    verena.paranhos@redebahia.com.br

O sábado foi de preparativos para o show da passarela do Afro  Fashion Day no Dia da Consciência Negra, quando 74 modelos e convidados, entre eles Margareth Menezes e Márcio Victor, desfilarão roupas e acessórios de 45 marcas baianas. A cantora Larissa Luz será a mestre de cerimônias.

“A instalação dialoga de maneira orgânica com a estrutura existente e a beleza natural. É um trabalho simbiótico com o que já existe no local, mas reforçando o conceito do evento”, destaca o arquiteto Giuseppe Mazzoni Filho, que assina novamente o projeto arquitetônico do AFD.
(Foto: Erik Salles/Diferente Imagens/Divulgação)

Modelos aguardam chamada final para subirem na passarela (Foto: Erik Salles/Diferente Imagens/Divulgação)

Se de um lado, o momento era de ajustes finais de estrutura, luz e comunicação visual para a produção, de outro era de ansiedade para os modelos de oito agências da capital que participaram do ensaio final no cair da tarde.

“Ano passado foi maravilhoso, a primeira vez que minha família me assistiu na passarela, porque eu sempre fazia eventos fechados e eles não tinham visto ainda. Com certeza vem todo mundo de novo”, contou a moradora de Cajazeiras, Luana Ferreira, 19 anos, uma das modelos do AFD.

 

Luana Ferreira e Isabel Oliveira: veterana e estreante no Afro Fashion Day (Foto: Erik Salles / Diferente Imagens / Divulgação)

Depois de assistir à primeira edição do evento, Lourani Maria Santos, 29, vai debutar na passarela do AFD como modelo plus size convidada.
“Não imaginava que um ano depois eu poderia estar do outro lado. Me envolvi muito com a causa e participar do maior evento de moda da Bahia é uma forma de reconhecimento do meu trabalho. Meu objetivo é representar na passarela todas aquelas meninas gordas que acham que não podem ser modelos, desfilar, brilhar”.

Isabel Oliveira, 23, será outra estreante no show da moda. “É importantíssimo ter um desfile desse porte que apresente o negro longe do caricato homem de calça branca e mulher de turbante. Por isso recusei muito trabalho aqui em Salvador”, disse a modelo baiana radicada na capital paulista.

O dia também foi de montagem da exposição Visu no Pelô. A mostra conta com oito imagens de pessoas estilosas que circulam pelas ruas do Centro Histórico. A mostra a céu aberto tem curadoria de Paula Magalhães, editora do Bazar, e de Léo Amaral, produtor de moda do suplemento de domingo do CORREIO, com fotos de Angeluci Figueiredo. Visu no Pelô ficará na entrada da Cruz Caída, dando boas-vindas ao público.

(Foto: Erik Salles/Diferente Imagens/Divulgação)

Modelos ensaiam na passarela na véspera do grande dia (Foto: Erik Salles / Diferente Imagens / Divulgação)

O Afro Fashion Day é uma realização do CORREIO com patrocínio do Shopping da Bahia, HapVida e Faculdade da Cidade, apoio do Senac e Eudora e apoio institucional da prefeitura de Salvador.