Bahia

Bandidos explodem banco e trocam tiros com policiais em Irecê

O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (20) e deixou moradores em pânico; segundo a Polícia Militar, nada foi roubado

Tailane Muniz (tailane.muniz@redebahia.com.br)
Atualizado em 21/03/2017 06:48:19

- Era para ser apenas uma noite (chata) de domingo, como tantas outras. Após uma maratona de 'Girls' e de 'Crashing', aproveito o embalo para assistir 'Hemingway e Gellhorn'. De repente, uma explosão parece realista demais. A casa treme. Retiro os fones do ouvido só para ter certeza que é apenas viagem da minha cabeça. Ouço minha mãe gritar: 'você ouviu, minha filha, ouviu?' e me certifico que, infelizmente, é real. Na sequência, ouvimos um tiro. Dois. Três. Peço - na verdade, grito - que minha mãe se deite no chão. Outra bomba. E uma sequência de tiros que parecem de metralhadora. 

No relato acima, postado originalmente em seu perfil no Facebook, a jornalista Nilma Gonçalves descreve os momentos de "horror" vividos na madrugada desta segunda-feira (20), quando homens armados explodiram uma agência do Banco do Brasil, no Centro do município de Irecê, no norte do estado. De acordo com a Polícia Militar, era por volta de meia noite quando o grupo com cerca de dez homens fez um vigilante de refém e explodiu dinamites, na tentativa de levar o cofre da agência.

  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias)
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias ) (Foto: Líder Notícias )
  • (Foto: Líder Notícias) (Foto: Líder Notícias)

Em contato com o CORREIO, o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Semiárido), major Maltez, informou que a ação, que ocasionou um tiroteio com a polícia, durou cerca de 20 minutos e foi frustrada pela PM.

 "Os policiais da Cipe repeliram a tentativa e nada foi subtraído da agência. Estou em contato com o gerente, que me garantiu isso.  Na fuga, um dos bandidos foi baleado e levado pelos comparsas, na mala da caminhonete. Cerca de um quarteirão foi afetado pelos artefatos", contou o major, afirmando que pelo menos três estabelecimentos comerciais e uma residência ficaram parcialmente destruídos. Durante a ação, os criminosos se distribuíram em frente à Delegacia e o 7º Batalhão, efetuando disparos, segundo o comandante.

"Eles fizeram isso na tentativa de impedir que outros policiais fossem atender à ocorrência da agência. O importante é que nenhum policial ficou ferido e nada foi roubado. A intenção deles era o cofre do banco", completou.  Conforme a PM, já na manhã desta segunda-feira, dois veículos usados durante a ação, uma Hillux e uma caminhonete S10, foram encontrados completamente carbonizados, na Estrada do Feijão, e no município de Canarana - a 43km de Irecê, respectivamente. "Estamos trabalhando desde ontem e só vamos descansar quando essa quadrilha estiver presa", finalizou Maltez.

Pânico
Em contato com o CORREIO, Nilma Gonçalves, que mora a 600 metros da agência, disse que a sensação era de horror e vulnerabilidade. "Não tinha como sair, achamos seguro ficarmos deitados no chão. Como nossa casa é muito grande e fica em uma esquina, a gente não sabia de onde poderia vir os disparos. Nunca vi coisa parecida", pontuou a jornalista, que nasceu em Irecê e retornou para morar na cidade há cerca de um ano.

Ela lembrou que o primeiro barulho que ouviu foi algo semelhante à explosão de uma bomba. Minutos depois, outra bomba, e, de dez em dez minutos, o som dos explosivos alternava com o dos disparos. "Meu irmão mora distante daqui, a uns 3km, do outro lado da pista, e também ouviu tudo. Daí, dá pra ter uma ideia", disse. Nilma resolveu postar em seu perfil no Facebook um relato dos momentos de horror, pois, segundo ela, embora já tenha ouvido falar sobre a violência em cidades do interior, nunca imaginou passar por coisa parecida.

"Mais tiros e mais bombas, tudo tão perto. Medo de bala perdida, medo de invadirem minha casa. Medo de perder um dos meus, algum vizinho, algum amigo... Seguro na mão da minha mãe, que me incentiva a rezar. Rezamos as duas. Pego na mão do meu pai e do meu marido. Ficamos no chão por quase uma hora, tempo que insistia em não passar... Por hoje, sobrevivemos", conclui o texto.

Reforço
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que a segurança foi reforçada no município. "Testemunhas começaram a ser ouvidas e imagens de câmeras serão analisadas e poderão ajudar na identificação dos criminosos. Militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Grupamento Aéreo (Graer) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado da região Chapada reforçam o patrulhamento na região", diz a nota.

Conforme a SSP, guarnições da Cipe/Semiárido frustraram as investidas dos criminosos à agência do Banco do Brasil, localizada no Centro da cidade, ocasionando uma troca de tiros. A pasta afirmou que, durante a ação, um dos bandidos chegou a ser atingido mas conseguiu fugir. "Policiais civis iniciaram as investigações e localizaram, durante a manhã, um dos veículos utilizados pela quadrilha. Na Hilux de cor prata foram encontrados explosivos, máscaras e carregadores de fuzis", informa o documento.

Ainda de acordo com a SSP, a quadrilha é a mesma que recentemente teve fuzis apreendidos e uma roça de maconha avaliada em R$ 5 milhões destruída. "Tudo indica que a ação de ontem tinha o objetivo de levantar recursos para reaparelhar o grupo, mas a polícia mostrou, mais uma vez, que aqui na Bahia a criminalidade é encarada de frente", destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. 

O Sindicato dos Bancários de Irecê lamentou a ação criminosa. "Há bastante tempo o Sindicato vem cobrando do Estado e das instituições financeiras que haja mais investimentos em segurança bancária, afinal, o municípios e regiões próximas sofreram ataques muito recentemente. Vamos acompanhar a situação de perto e lutar para que os trabalhadores diretamente afetados tenham seus plenos direitos resguardados", informou, por meio de nota. Segundo a associação, este é o 19º ataque a banco ocorrido na Bahia em 2017.

Na manhã desta segunda-feira, a Praça do Banco do Brasil, onde está localizada a agência, foi isolada pela Polícia Civil para realização de perícia. 

Veja como ficou a cidade

Vídeo: Líder Notícias

publicidade

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Alta03h30
  • Baixa09h30
  • Alta15h41
  • Baixa21h53

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil.