César Romero

Cesar Romero: Vestígio do sagrado

Na Galeria Acbeu, a exposição Do Existencial, de Mário Vasconcelos, fica em cartaz até o dia 1º de outubro. São cerâmicas muito bem confeccionadas inspiradas no universo mítico das iabás, os orixás femininos. Do Existencial traz a arte como uma condição da própria existência, mesmo Mário sendo um jovem que ainda vai completar 30 anos no ano vindouro. Sua experiência de vida ainda é pequena, mas intensa. E seu trabalho resulta de interpretações pessoais sobre narrativas da diáspora africana e de discussões sobre o campo simbólico e o transcendental, reunindo um conjunto de experiências que atravessam valores inerentes ao sagrado e à arte. Ele explica que o trabalho é resultado da pesquisa que vem desenvolvendo há dois anos, a partir dos mitos afro-brasileiros e possíveis ressignificações dadas em interpretações escultóricas. Para tanto, ele escolheu procedimentos cerâmicos para apresentar, na sua visão, os valores culturais e simbólicos. Outro elemento que está presente é a água, que possui significativa ligação com os princípios da vida e do caráter feminino, algo que o seduz e norteia suas escolhas para a construção de narrativas poéticas.

É possível vislumbrar um desencadear de símbolos/signos que lhe acompanham desde que escolheu a religião de matriz africana. Isto constrói sua história de vida e lhe dá rumo, direção e na fé constrói seu modo visual que toca o sagrado. Algo que merece respeito religioso por ter uma associação com uma divindade ou com objetos considerados divinos.

O sagrado se relaciona com o divino. Indivíduos considerados dignos de respeito e devoção espiritual, ou que inspiram temor ou reverência entre os crentes em um determinado conjunto de ideias espirituais. Em outros contextos, os objetos são muitas vezes considerados santos ou sagrados, se utilizados para fins espirituais, como o culto dos orixás ou serviço. Estes termos também podem ser usados em um contexto não espiritual ou semiespiritual.  

A curadoria é de Eriel Araújo, que harmoniza esculturas cerâmicas, instalações, líquidos e luzes. Suas imagens são projeções que procuram construir uma história de vida, uma busca do memorável, vestígios subjetivos. Seus elementos simbólicos decodificados da realidade circundante fascinam e seu existencial é redimensionado em concretude, de quem sabe o que quer, mesmo que muito jovem. É arriscado à crítica reconhecer cedo talentos, direções. O tempo, as experiências, a vontade, o fazer, o estudo, as pesquisas são coisas que tomadas a sério, transformam o indivíduo e o torna uma possibilidade concreta. Adivinhações não são convincentes, mas intuitivamente Mario Vasconcelos parece ter um futuro promissor.

Sua religião tem força imensa em sua vida e em sua arte. Juntos religião e arte são seu sentido de vida. As religiões de matriz africana, embora confinadas originalmente à população de negros escravizados, inicialmente, nas senzalas, quilombos e terreiros, proibidos pela Igreja Católica, e criminalizado mesmo por alguns governos, prosperaram nos quatro séculos, e se expandiram consideravelmente desde o fim da escravatura em 1888. Estabeleceram-se com seguidores de várias classes sociais e dezenas de milhares de templos. Em levantamentos recentes, aproximadamente, três milhões de brasileiros  declararam o candomblé como sua religião.

Muitos artistas visuais brasileiros usam signos/símbolos afro-brasileiros em suas obras, como Rubem Valentim, Ronaldo Rego, J.Cunha, Ayrson Heráclito, Mario Cravo Neto, Guache, Marques, Carybé, Pierre Verger, Mestre Didi, Tatti Moreno, Agnaldo dos Santos, Babalu, Iza Guimarães, Terciliano Júnior, e tantos outros.

Do Existencial é a primeira exposição individual do artista em Salvador, cidade onde nasceu. Na capital baiana tem participado de diversas exposições coletivas, conquistando prêmios e reconhecimento. Cuidadoso no fazer, na montagem profissional e na vontade.

publicidade
Tags:

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Alta04h32
  • Baixa10h28
  • Alta16h43
  • Baixa22h51

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil.