Brasil

Família de Júlia Rebeca só soube de vídeo íntimo após morte da jovem, diz advogado

Polícia Civil do Piauí investiga a morte da adolescente de 17 anos na cidade de Parnaíba

Atualizado em 16/11/2013 19:33:07

Da Redação 

A família da jovem que se matou após ter vídeo íntimo divulgado nas redes sociais apenas soube das imagens depois do sepultamento, revelou o advogado da família Paulo Roberto ao G1 Piauí. A Polícia Civil do Piauí investiga a morte da adolescente de 17 anos na cidade de Parnaíba. 

"Eles resolveram procurar a polícia e agora a família tem interesse em saber quem foi o responsável por compartilhar", disse o advogado ao G1 Piauí.

A jovem Julia Rebeca teria filmado o vídeo íntimo, no qual ela aparece tendo relações com um rapaz e outra adolescente. A adolescente se matou neste último domingo (10), depois de deixar mensagens no Twitter anunciando a própria morte, se despedindo e pedindo desculpas.

 

Leia mais:
Adolescente piauiense se mata após vídeo íntimo vazar na internet

Ela foi encontrada morta dentro do quarto, enrolada no fio de uma chapa de alisar cabelos, que teria usado para se enforcar. Nas redes sociais, ela escreveu primeiro "É daqui a pouco que tudo acaba". Ainda no mesmo texto, Julia postou "Eu te amo, desculpa eu n ser a filha perfeita mas eu tentei... desculpa desculpa eu te amo muito", e em seguida "E tô com medo mas acho que é tchau pra sempre". 

 

Esta foi o último tuíte escrito pela adolescente antes do primo dela, Daniel Aranha, anunciar a morta dela através da conta e excluir o perfil dela do Instagram. Julia Rebeca foi sepultada na terça-feira (12) na cidade de Parnaíba, no Piauí.   


O delegado regional da cidade, Rodrigo Moreira, confirmou que a Polícia Civil está investigando as circunstâncias da morte da jovem. A adolescente foi encontrada morta por uma tia. 

Ao portal Terra, ele falou que pode pedir informações à empresa responsável pelo WhatsApp para ajudar a identificar como o vídeo se propagou. "Solicitamos perícia em celulares e estamos analisando todos as redes sociais que foram usadas para a divulgação do vídeo. Os culpados vão responder por crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente", acrescentou.

A polícia também vai investigar se houve crime contra a honra dos outros dois jovens que aparecem no vídeo compartilhado pelas redes sociais. A população de Parnaíba ficou chocada com o acontecimento e a cidade está em choque. Muitas mensagens de solidariedade foram deixadas na página de Julia.

 

{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação
Relacionadas

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Baixa02h19
  • Alta08h58
  • Baixa15h04
  • Alta21h36

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40310-630 - Salvador, Bahia, Brasil.