Brasil

Jornalista Merval Pereira toma posse na Academia Brasileira de Letras

Ele ocupa a cadeira número 31 da ABL, substituindo Moacyr Scliar

O jornalista carioca Merval Pereira tomou posse na noite desta sexta-feira (23) na Academia Brasileira de Letras (ABL). Aos 61 anos, o colunista do jornal "O Globo" e comentarista da Globo News e da rádio CBN ocupa a cadeira número 31 da instituição, substituindo o escritor Moacyr Scliar, falecido em 27 de fevereiro.

O jornalista foi eleito para a ABL em 2 de junho, ao receber 25 dos 39 votos possíveis, superando o escritor Antônio Torres, que teve 13 votos. Votaram por carta 26 acadêmicos e, na sessão,12. Houve uma abstenção.

Logo após a eleição, o novo imortal disse ser uma honraria estar na ABL: "Considero uma honraria participar da Academia Brasileira de Letras, a instituição cultural mais importante do país".

Na ocasião, o presidente da ABL, Marcos Vinicios Vilaça, declarou: “Com a eleição de Merval Pereira para ocupar a cadeira 31, na sucessão do saudoso escritor e médico Moacyr Scliar, mantém-se a tradição da presença de grandes jornalistas na Academia. Muitos passaram por esta Casa, desde Joaquim Nabuco”.

Merval é o oitavo ocupante da cadeira número 31 da ABL, que tem como fundador Guimarães Júnior, e patrono, Pedro Luís. Foi ocupada por João Ribeiro, Paulo Setúbal, Cassiano Ricardo, José Cândido de Carvalho, Geraldo França de Lima e Moacyr Scliar.

É autor de “A segunda guerra, sucessão de Geisel”, da Editora Brasiliense, e “O lulismo no poder”, da Editora Record, entre outros.

Carreira

O jornalista começou a carreira em 1968, quando entrou em "O Globo" como repórter estagiário, tendo sido, entre outras funções, editor nacional, editor-chefe, diretor da sucursal de Brasília, diretor de redação e diretor executivo da Infoglobo. Foi diretor de Jornalismo de Mídia Impressa e Rádio das Organizações Globo. Faz parte do Conselho Editorial das Organizações Globo.

Em 1979, Merval recebeu o Prêmio Esso pela série de reportagens “A segunda guerra, sucessão de Geisel”. Foi finalista do Prêmio Esso em 2000 com uma reportagem sobre o envolvimento do cineasta João Moreira Salles com o traficante Marcinho VP.

Entre 1983 e 1985 trabalhou na revista "Veja", onde foi chefe das sucursais de Brasília e do Rio e editor nacional em São Paulo. Também foi editor-executivo do "Jornal do Brasil".

Merval é conselheiro do Centro de Estudos da América da Universidade Cândido Mendes e membro do Board of Visitors da John S. Knight Fellowships da Universidade Stanford.

Em 2009, recebeu o prêmio Maria Moors Cabot da Universidade de Columbia de excelência jornalística, a mais importante premiação internacional do jornalismo das Américas.

Em 2010, Merval tomou posse como membro titular da Academia Brasileira de Filosofia. AS informações são do G1.

Relacionadas



Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Alta00h24
  • Baixa06h51
  • Alta13h02
  • Baixa19h13

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil.