Salvador

Lavagem do Bonfim reúne um milhão de baianos e turistas nesta quinta-feira

O cortejo sai da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia por volta das 9h rumo à Colina Sagrada

Atualizado em 12/01/2012 06:25:02

Da Redação

Sejam devotos de Senhor do Bonfim ou de Oxalá ou amantes do lado profano da festa, cerca de um milhão de baianos e turistas devem celebrar a Lavagem do Bonfim nesta quinta-feira (12). A segunda maior festa popular da Bahia, atrás apenas do Carnaval, começa às 8h, com a celebração do Culto Interreligioso no adro da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, situada no bairro do Comércio.

Leia também:
Confira as melhores opções de festas fechadas;
Confira o que abre e fecha durante a Lavagem do Bonfim

A cerimônia, que agrupa representantes de diversas religiões, será iniciada pelo vigário da basílica, Padre Valson Santos Sandes, com uma mensagem de acolhimento. Logo após, o canto “Oração de São Francisco” será entoado pelo Coral da Basílica, regido pelo Maestro David Alvas Tourinho. A celebração continua com a proclamação da Palavra do Livro do Profeta Isaias por Anorailton Conceição Santos, juiz da Irmandade do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora da Conceição da Praia.

Em seguida, os representantes de diversos cultos religiosos emitirão uma mensagem de paz. Estarão presentes Marcel Mariano Cadidé (representante da Federação Espírita da Bahia), o Pastor Charleston Soares (Igreja Batista Avivamento Profético), Aristides Mascarenhas (presidente da Federação do Culto Afro Brasileiro) e Ida Meireles (da Organização Brahma Kumaris, representando o do Hinduísmo). Após a Oração do Pai Nosso, a cerimônia será encerrada com Hino ao Senhor do Bonfim, cantado pelo Coral.

Por volta das 9h, o cortejo sairá da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia em direção ao alto da Colina Sagrada, no Bonfim, com previsão de chegada às 12h. Como quem tem fé, vai a pé, os devotos percorrerão o tradicional trajeto de 8km, a maioria vestida de branco, acompanhando cerca de 300 baianas e 35 entidades, dentre elas o Muzenza, o Ilê Aiyê, os Filhos de Gandhy, grupos de samba e grupos políticos. O resultado é muita música, devoção, dança e alegria. Os jegues, mais uma vez, não vão puxar as carroças durante o cortejo neste ano.

Ao chegar à Igreja do Bonfim, acontece o ponto alto dos festejos. Com muita água de cheiro, vassouras, flores e fé, as baianas lavarão as escadarias e o adro da igreja, assistidas por baianos e turistas, no ritual que acontece desde o século XVIII. Na ocasião, os devotos recebem também a benção do pároco do Bonfim, Padre Edson Menezes, que erguerá a imagem do Senhor do Bonfim pela janela. Depois do ritual religioso, a festa cede lugar ao profano e os participantes continuam a festejar nas barracas, nas ruas e nos outros eventos programados para a mesma data.

{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação
Relacionadas

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Baixa04h58
  • Alta11h02
  • Baixa17h34

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40310-630 - Salvador, Bahia, Brasil.