Salvador

Com recurso assegurado na Caixa, projeto do BRT é apresentado a empresários

Financiamento de R$ 408 milhões já está garantido e licitação do modal de transporte sairá até o final do ano

Clarissa Pacheco (clarissa.pacheco@redebahia.com.br)
Atualizado em 11/11/2016 15:23:39

Antes do final de 2016, a licitação do projeto de implantação do BRT de Salvador chega às ruas. Foi o que prometeu, na manhã desta sexta-feira (11), o secretário municipal da Casa Civil de Salvador, Luiz Carreira. O projeto foi apresentado durante a manhã para empresários do setor da construção civil na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no Stiep.

“Nós estamos finalizando os entendimentos com a Caixa Econômica, questões meramente técnicas que já estão sendo concluídas e tão logo tenhamos terminado essa etapa, iremos licitar, ainda esse ano”, disse Luiz Carreira. “É um projeto extremamente interessante para o momento atual, inclusive, não só pelo que representa para a cidade em termo de mobilidade e também de saneamento, mas pelo momento atual, que tem muito pouca oferta de obras acontecendo no país”, completou.

No próximo dia 17 de novembro, o projeto será novamente apresentado, às 9h, mas desta vez para empresários de São Paulo, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Para os empresários baianos, não importa a exclusividade, mas a oportunidade de poder disputar o projeto. A projeção é que o vencedor comece as obras no primeiro semestre de 2017. 

(Foto: Divulgação/Semob)

“Esse projeto do BRT tem vários graus de importância. Primeiro, enquanto obra, que gera oportunidade de trabalho, emprego e renda. Quando concluído, beneficiará as pessoas e as empresas, porque favorece a mobilidade dos trabalhadores no dia a dia. É estruturante para a cidade e todo esse conjunto de empreendimentos traz uma nova dinâmica”, disse o presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sindscon-BA), Carlos Passos.

O auditório da Sala Redir ficou lotado enquanto o arquiteto urbanista Lourenço do Prado Valladares apresentava aos potenciais interessados o projeto desenvolvido pela empresa que leva o nome dele. A primeira etapa a ser desenvolvida será o trecho entre o Parque da Cidade, no Itaigara, e a região do Iguatemi. Para este trecho, já estão assegurados R$ 408 milhões, em financiamento pela Caixa Econômica Federal.

“Com o objetivo de dar total transparência, estamos fazendo apresentações públicas aqui em Salvador hoje e outra em São Paulo, na próxima semana, para chamar a atenção do maior número possível de empresários que estejam dispostos a participar da licitação, que deve ser autorizada agora em novembro/dezembro, com base no financiamento já aprovado no governo federal”, disse o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Prioridade
O superintendente da Caixa na Bahia, José Anselmo Lopes, disse que o BRT soteropolitano é prioridade. “Não tenho dúvida que esse programa é um dos mais importantes para a mobilidade de Salvador. Já tínhamos analisado o crédito na semana passada, fizemos uma nova análise e a prefeitura de Salvador é exemplo para todo o país. A gente só está aguardando o projeto chegar para dar prioridade”, disse Anselmo.

Segundo ele, foram solicitados mais alguns detalhes do projeto à prefeitura e, nos próximos dez dias, a Caixa deverá concluir a análise do pré-projeto. Em seguida, será analisada a licitação e até o final do ano o edital deverá estar pronto e o recurso liberado para o primeiro trecho.

“Acho que a maior força desse projeto é que ele não tem concorrência com o nome modal da cidade, que é o metrô, que nunca vai chegar na Pituba, no Itaigara. E é lá que está a maior origem e destino do transporte público de Salvador. Não faz sentido ter um transporte público de massa que não chega até Pituba e Itaigara”, disse. A operação do BRT já foi licitada junto com os ônibus da cidade. Ou seja, já se espera começar a operação assim que as obras forem concluídas.

Já a segunda etapa, chegando até a Estação da Lapa, ficará para mais tarde. É que, para isso, são necessárias verbas do Orçamento Geral da União. “Uma parte desses recursos são da União, US$ 300 milhões e mais uma parte. Nessa situação crítica de crise financeira, não havia perspectiva de começar a obra com recursos da União, então nós optamos por começar pela etapa do financiamento”, disse Carreira.

Estrutura
Hoje, quase metade das viagens feitas em Salvador todos os dias acontecem em transportes coletivos: são 44,2% das 4,6 milhões diárias. E, de acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), 70% da população de Salvador passa pela região do Iguatemi pelo menos duas vezes por semana. Por isso, quem vencer a licitação para construir o corredor do BRT, terá que andar mais rápido com as obras chamadas emergenciais – no trecho na altura do Parque da Cidade.

Para esse trecho, o prazo para conclusão das obras é de 17 meses e a empresa vencedora terá a missão de solucionar o tráfego e eliminar o cruzamento de veículos que trafegam na Rua Wanderley de Pinho e na Avenida Paulo VI em direção à Avenida ACM, sentido Ladeira da Cruz da Redenção (Brotas). A sugestão é a criação de dois viadutos direcionais, mas o vendedor terá liberdade para pensar outra solução.

Neste primeiro trecho, já existe a previsão de uma ciclovia ao longo de todo o corredor, passarelas na altura do Detran e do Hospital Teresa de Lisieux, além de viadutos no Iguatemi e ligando o Parque da Cidade ao Lucaia, e de três conjuntos de elevados, onde ficarão as estações do BRT: na Cidadela, no Hiper e no Iguatemi.

As obras do BRT também terão impacto no saneamento básico da cidade: já está previsto o fechamento do Canal entre as avenidas Juracy Magalhães e ACM, desde o Lucaia. Isso porque o corredor passará pelo centro das avenidas, onde hoje existe um canal a céu aberto.

Réveillon
Se no próximo dia 17 representantes da Prefeitura de Salvador estarão em São Paulo para apresentar o BRT aos empresários paulistas, a cidade também vai receber pessoas na prefeitura para o lançamento do Verão 2017. Na volta, o prefeito ACM Neto irá apresentar as atrações do Réveillon soteropolitano.

“No próximo dia 17 vamos fazer o lançamento do verão de Salvador e aí, quando voltar, vou fazer a apresentação das atrações e quais dias elas vão tocar. Tem umas duas ou três que estou em negociações finais. Vamos anunciar as grades e por último anunciar as últimas atrações”, disse Neto.

publicidade

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Alta05h45
  • Baixa11h54
  • Alta18h17

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil.