A virada de Salvador

artigo
03.01.2018, 06:24:38
Atualizado: 03.01.2018, 06:27:46

A virada de Salvador

Leo Prates é vereador

A nossa Salvador foi o palco da maior e melhor festa do país para celebrar 2018 e as grandes mudanças. Em 2017, saímos da maior recessão da história brasileira. Estamos iniciando agora um novo círculo virtuoso. E não teve lugar melhor para comemorar esta nova era do que a velha Cidade da Bahia, a Primeira Capital do Brasil.

Quando se fala em festa, as vantagens comparativas e competitivas de Salvador são indiscutíveis. Temos o povo mais alegre e hospitaleiro. No gingado do corpo moreno desta gente se manifesta o ritmo da musicalidade desta Terra de Todos os Santos, que contagia a todos que aqui pisam os pés. Sem falar que não são poucos os cenários maravilhosos existentes para a celebração da felicidade.

No inesquecível Festival da Virada deste ano, o lugar escolhido foi a nossa orla atlântica, mais especificamente a paradisíaca praia de Armação. Se já chamara atenção nacional para a beleza da Baía de Todos os Santos em anos anteriores, com a realização do Réveillon na Praça Cayru, defronte ao Elevador Lacerda, um dos ícones de nossa histórica cidade, o prefeito ACM Neto novamente acertou o alvo.

Como vem fazendo durante esses cinco anos de sua gestão, apaixonado que é por nossa terra, Neto está sempre a descortinar a imensa beleza de Salvador. Assim como reavivou a orla do Subúrbio, Ribeira, Barra, Rio Vermelho, Boca do Rio, Itapuã e tantas outras localidades, chegou a vez da Praia de Armação, onde neste ano será construído o novo Centro de Convenções de Salvador. O Festival da Virada antecipadamente já reintegrou essa bela região à cidade.

Quem passou por lá reencontrou o prazer de se divertir tranquilamente, com paz e segurança. Que bom ver milhares de pessoas caminhando pelos calçadões da orla atlântica, indo e vindo, felizes, a qualquer hora do dia, da noite e da madrugada. Com uma organização impecável, o Festival da Virada não gerou só alegria e diversão, mas também emprego e renda para a nossa cidade.

É mais um evento que se incorpora ao calendário de Salvador, aumentando ainda mais a atratividade turística municipal. Com isso ganhamos todos. Os hotéis lotaram e a economia do lazer se dinamizou, movimentando mais de 53 atividades econômicas. A Primeira Capital do Brasil recupera a sua posição de destaque no turismo nacional.

Em 2018, vamos virar a página de nosso país. Vamos voltar a crescer, dar adeus à profunda recessão que mergulhamos nos últimos anos, embora não podemos esquecer que a nossa cidade não deixou de mudar para melhor nesse período. 

Sim. Sob a jovem liderança de ACM Neto, Salvador fez o dever de casa das finanças e conseguiu atravessar as adversidades econômicas, realizando importantes transformações que mudaram a relação dos soteropolitanos com a cidade. A nossa autoestima foi resgatada e revigorada. O sorriso voltou a brilhar no rosto de nossa gente.