Após saída temporária, 9,5% dos presos não voltam a presídios na Bahia

Após saída temporária, 9,5% dos presos não voltam a presídios na Bahia

Este ano, 861 presos foram beneficiados com as saídas temporárias de Natal e Ano Novo

Da Redação

Oitenta e dois presos dos 861 que tiveram direito à saída temporária no final de ano não retornaram à prisão na Bahia. O número é percentualmente menor do que em 2011 - 13,9% no ano passado contra 9,5% este ano.

Este ano, 861 presos foram beneficiados com as saídas temporárias de Natal e Ano Novo a partir do dia 21 de dezembro. O retorno estava previsto para até 15 de janeiro, mas 82 detentos não o fizeram. Em 2011, foram 808 presos beneficiados e 113 não voltaram.

Em números totais, a Bahia é o estado do Nordeste em que mais presos não retornaram à cadeia após o benefício - percentualmente, Alagoas é o estado nordestino em que mais presos não voltaram - 21%. Em todo o Brasil, somente um estado não teve benefício temporário para presos, o Ceará. Segundo o G1, há oito anos o juiz Luiz Bessa Neto, corregedor dos presídios de Fortaleza, não concede o benefício por conta de um empresário que foi assassinado por um interno que saiu no Natal e não voltou depois.

No Brasil, pelo menos 2.416 presos do regime semiaberto que tiveram direito ao benefício não retornaram às prisões. Este número é 5,1% do total dos detentos que receberam o benefício da Justiça este ano - 47.531.