Bahia está impedida de contratar novos empréstimos

satélite
07.12.2017, 05:00:00

Bahia está impedida de contratar novos empréstimos

Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

A Bahia está entre os 12 estados impedidos de receber garantias da União para contratação de novos empréstimos, informou ontem a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), órgão do Ministério da Fazenda responsável pela gestão das contas públicas. O veto inviabiliza o repasse dos R$ 600 milhões pleiteados junto ao Banco do Brasil pelo governo Rui Costa (PT), que atribuía a demora na transferência dos recursos a uma suposta perseguição dos rivais políticos. As restrições constam na versão final de 2017 do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais, baseado no exercício fiscal de 2016. O documento estabelece quem pode ou não  firmar operações de crédito lastreadas pela União, de acordo com notas referentes à Capacidade de Pagamento (Capag). Os 13 estados com conceito A ou B estão liberados. Os classificados com C, caso da Bahia, ou D ficam barrados.                     

Quarteto em C 
O novo boletim do Tesouro revela ainda que a Bahia obteve nota C desde 2014. Os níveis insuficientes de liquidez ou de poupança corrente, segundo a avaliação da STN, colocaram o estado na lista de impedidos.

De volta ao campo
Após confirmar o show do ex-baixista do Pink Floyd Roger Waters em 17 de outubro do ano que vem, a direção da Arena Fonte Nova retomou as negociações para incluir Salvador no mapa da nova turnê de Shakira pela América Latina, inicialmente prevista para março  . As conversas com a empresa que representa a cantora no Brasil foram suspensas desde que a popstar colombiana  sofreu uma hemorragia nas cordas vocais e adiou o início da turnê El Dorado na Europa. Contudo, o tratamento realizado pelos médicos de Shakira deu resultados acima do esperado. O objetivo é trazer a artista para a capital baiana ainda no primeiro semestre de 2018.

Presença indigesta
Tratado como inimigo no sindicato que representa profissionais da área de educação na Bahia (APLB), o ex-coordenador de Provimento e  Movimentação da Secretaria de Educação do Estado (SEC) Remi da Silva Bonfim voltou a ocupar um cargo no governo baiano. Ontem, ele foi nomeado diretor assistente do Conselho Estadual de Educação. Apadrinhado pelo deputado federal Afonso Florence (PT), Bonfim foi exonerado da SEC em fevereiro de 2010, em meio aos protestos de dirigentes da APLB que o acusavam de destratar servidores da categoria.

Trem da alegria
A Bahiatursa pagou cachê de R$ 130 mil pela apresentação da cantora Solange Almeida durante a inauguração do Hospital da Chapada, sexta-feira passada, em Seabra. É a terceira grande atração paga pelo órgão para solenidades oficiais com a presença do governador Rui Costa. A primeira foi a dupla César Menotti & Fabiano, que recebeu R$ 140 mil para tocar em Teixeira de Freitas em 17 de novembro, dia da abertura da Policlínica na cidade.  Uma semana depois, a banda Aviões do Forró foi contratada por R$ 150 mil para um show em Guanambi, que também ganhou uma Policlínica.

Coral do grito
Os eventos bancados pelo governo do estado nos dias de solenidade são alvos de críticas de políticos da oposição. Para eles, tratam-se de showmícios.

"Não estou fazendo chantagem, mas ou o TCM muda a forma de julgar ou ele será extinto", Ângelo Coronel, presidente da Assembleia Legislativa, ao defender o fim do Tribunal de Contas dos Municípios caso a Corte não flexibilize as regras para prefeituras e Câmaras de Vereadores

Pílula
Em marcha 

As costuras políticas do deputado federal Ronaldo Carletto (PP) miram além da vaga em uma chapa majoritária em 2018. O pano de fundo, segundo aliados do parlamentar, é reduzir o poder do senador Otto Alencar (PSD) no interior.