Beck volta à alegria no ótimo álbum pop Colors

popland
25.10.2017, 07:00:00

Beck volta à alegria no ótimo álbum pop Colors

Por Hagamenon Brito

Se existe uma palavra que resume o estilo musical do cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista americano Beck, 47 anos, é eclético, por mais que o termo tenha sido banalizado. 

Cantor
O cantor, compositor e multi-instrumentista americano Beck, 47 anos, é um dos ícones do rock alternativo atual (Foto/Divulgação)

Nos últimos 20 anos, ele tornou-se um ícone mundial  do rock alternativo por transitar talentosamente entre gêneros, passando pelo folk, hip hop e até pelos ritmos que ouvia ao caminhar pelas ruas de Los Angeles, como a música mexicana dos mariachis.

Além da mistura de referências (só os Beastie Boys, por exemplo, misturaram rock alternativo e hip hop tão bem quanto Beck) e do uso da ironia como elemento essencial, o artista é hábil em alternar fases musicais.

Depois de abraçar a melancolia com Morning Phase (2014), pérola que faturou três Grammy, incluindo o prêmio de álbum do ano (quando derrotou a favorita Beyoncé), o compositor mergulha de cabeça na euforia em Colors (Universal).

Na companhia do produtor Greg Kristin (Adele, Foo Fighters), que já trabalhou como tecladista em discos anteriores de Beck, o músico consegue chegar a um nível mais próximo do que se espera de um grande álbum pop.

CD Colors

Dear Life, Fix Me, Seventh Heaven, I’m So Free, No Distraction e Dreams são pontos alto do repertório incrivelmente coeso, sendo que dessa vez Beck recorre mais à alegria do que à ironia, tudo azeitado por uma produção com múltiplas camadas e com transições ininterruptas entre os estilos, incluindo influências pescadas da década de 1980 (Talking Heads e Prince entre elas). Nota 10.

Veja o videoclipe de Up All Night


Irresistível Carla Bruni 

Cantora

Dona de um timbre vocal bonito e sensual, a cantora franco-italiana Carla Bruni, 49 anos, lança seu quinto álbum de estúdio, French Touch (Verve/Universal). Com uma elegante sonoridade eletroacústica, Carla interpreta 11 clássicos da cultura pop mundial, como Enjoy The Silence (Depeche Mode), Miss You (Rolling Stones), The Winner Takes It All (Abba), Jimmy Jazz (The Clash), Moon River (Henry Mancini e Johnny Mercer), Perfect Day (Lou Reed), Crazy (Willie Nelson) e Highway to Hell (AC/DC). Produzido por David Foster (Rod Stewart, Madonna, Michael Bublé, Seal), French Touch é o primeiro disco de Carla Bruni em que as canções foram todas gravadas em inglês. Esta semana, a bela iniciou uma turnê por mais de 20 países.

Veja o videoclipe de Miss You


THOR: RAGNAROK aposta mais no humor

filme

Quase uma comédia de ação embalada pelo Led Zeppelin, Thor: Ragnarok estreia amanhã nos cinemas com cenas marcantes entre Thor (Chris Hemsworth) e Loki (Tom Hiddleston) e, sobretudo, entre Thor e Hulk (Mark Ruffalo). Thor 3 espera faturar mais de US$ 100 milhões nesse fim de semana nos Estados Unidos. E só saia da sala de exibição após os créditos finais do filme, porque há (duas) cenas ainda, claro.

Veja o trailer do filme