Câmara dos Deputados quer explicações de Boninho sobre suposto estupro no BBB

Câmara dos Deputados quer explicações de Boninho sobre suposto estupro no BBB

O caso aconteceu na madrugada de domingo (15), depois da primeira festa do BBB

Da Redação

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados enviou um ofício nesta terça-feira (17) ao diretor Boninho pedindo informações sobre que providências estão sendo tomadas em relação ao suposto estupro que aconteceu dentro da casa do Big Brother Brasil. As informações são do portal R7.

No ofício, que foi encaminhado pela presidente do colegiado, deputada Manuela d'Ávila (PC do B), Boninho também é questionado sobre se as imagens do fato foram exibidas para Monique.

A comissão quer colher informações para decidir se o caso se caracteriza como violação da dignidade humana em um veículo que tem "ampla influência" na formação da população brasileira.

O caso aconteceu na madrugada de domingo (15), depois da primeira festa do BBB. Daniel Echaniz e a estudante Monique Amin dividiam uma cama e, segundo acusações, o paulista se aproveitou da falta de consciência de de Monique, que aparentava estar desacordada, para abusar dela.

Em depoimento à polícia, Monique e Daniel disseram que não houve sexo entre eles e a troca de carícias foi consensual. Mesmo assim, um inquérito foi aberto  e o Ministério Público também acompanha o caso. Daniel foi eliminado do BBB na segunda-feira acusado de "comportamento inadequado".