Com homenagens, Beija-Flor e Unidos da Tijuca são destaque no Rio

variedades
13.02.2018, 11:30:00
Atualizado: 13.02.2018, 11:38:57
(Foto: Marisa Orth/Instagram/Reprodução)

Com homenagens, Beija-Flor e Unidos da Tijuca são destaque no Rio

Miguel Falabella foi tema da Unidos da Tijuca

O último dia de desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro foi lindo, com destaque para as tradicionais Beija-Flor de Nilópolis, União da Ilha do Governador e Salgueiro. Unidos da Tijuca, Portela e Imperatriz Leopoldinense também desfilaram pela Sapucaí.

A Beija-Flor abordou a desigualdade social e a intolerância em suas mais diversas formas. Já o tema da União da Ilha foi uma homenagem à culinária brasileira, enquanto o Salgueiro fez um tributo às mulheres negras.

Unidos da Tijuca
Unidos da Tijuca (Mauro Pimentel/AFP)
Beija-Flor
Beija-Flor (Mauro Pimentel/AFP)
Unidos da Tijuca
Unidos da Tijuca (Mauro Pimentel/AFP)
União da Ilha
União da Ilha (Mauro Pimentel/AFP)
Salgueiro
Salgueiro (Mauro Pimentel/AFP)


O desfile foi aberto pela Unidos da Tijuca, que fez uma bela homenagem ao ator Miguel Falabella, com o enredo "Um coração urbano: Miguel, o arcanjo das artes, saúda o povo e pede passagem". Um dos momentos mais festejados foi quando Marisa Orth apareceu à frente da bateria vestida de Magda, personagem de "Sai de Baixo", que era esposa de Caco Antibes, interpretado por Falabella. Ela usou uma gargantilha com o nome "Caco".

Também estiveram presentes alguns amigos do ator, como Arlete Salles, Cissa Guimarães, Claudia Raia e Aracy Balabanian. 

Uma das campeãs de 2017, que dividiu o título com a Mocidade, a Portela cantou um enredo sobre refugiados e narrou a história de judeus que se refugiaram em Pernambuco na época da dominação holandesa.