Com Rodrigo Caio, Seleção treina em São Paulo

esportes
06.10.2017, 18:32:49
Daniel Alves 'voa' durante partida de 'pingue-pongue' contra Neymar e Coutinho (Pedro Martins/Mowa Press/Divulgação)

Com Rodrigo Caio, Seleção treina em São Paulo

Clima foi de descontração na primeira atividade para jogo contra o Chile; zagueiro do São Paulo substitui Thiago Silva

De boa, a Seleção Brasileira fez, nesta sexta (6), seu primeiro treino em São Paulo para o jogo da terça (10), contra o Chile, às 20h30, no Allianz Parque, que marca a despedida da equipe das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia-2018, para qual o Brasil já está classificado.

A grande novidade foi a presença do zagueiro Rodrigo Caio, convocado para substituir Thiago Silva, que sofreu uma lesão muscular no empate em 0x0 contra a Bolívia, na quinta (5), em La Paz. No entanto, o titular para a partida contra o chilenos deverá ser Marquinhos.

Os atletas que atuaram a maior parte do tempo contra os bolivianos realizaram uma atividade leve que incluiu até uma espécie de pingue-pongue com bola de futebol numa mesa instalada por um dos patrocinadores da Seleção. Daniel Alves jogou contra Neymar e Philippe Coutinho.

Rodrigo Caio participou de treino da Seleção nesta sexta (6)

A Seleção deve ter uma equipe com mudanças para enfrentar o Chile. Uma das anunciadas é a presença do goleiro Ederson, que substituirá Alisson da meta canarinho. "A partir do momento que o Tite comunicou que eu iria jogar, fiquei tranquilo, pois minha forma de trabalho é a mesma, jogando ou não. Estou confiante e feliz por fazer minha estreia com a seleção principal. Sabemos a importância da última rodada, envolve muitas coisas, e vamos em busca da vitória", afirmou Ederson, goleiro titular do Manchester City. 

Para vencer
O arqueiro comentou sobre o fato de outras seleções dependerem do resultado do jogo do Brasil para definição da classificação das Eliminatórias Sul-Americanas. "Estamos focados em nós, eles que se foquem neles", disse. O lateral-esquerdo Alex Sandro, que joga com os argentinos Higuain e Dybala na Juventus, também pontuou sobre o assunto. Um triunfo brasileiro pode ajudar a albiceleste a se classificar para a Copa. "Tenho amigos que estão na seleção da Argentina, mas a gente não chega a tocar nesse assunto de seleção. Torço para a felicidade deles, mas nós fazemos o nosso trabalho e eles o deles".

O lateral, que ainda não sabe se vai ser titular, garantiu força total dos brasileiros contra o Chile. "Se a Seleção Brasileira está onde está, é porque levou tudo a sério. Todos vão fazer o máximo, jogar com o coração, o orgulho que todo brasileiro tempo... Pode ter certeza de que jogaremos só para vencer", reforçou.