Fábio Rocha: ‘Temos de ir para mares nunca antes navegados’

agenda bahia
28.09.2017, 15:12:44
Atualizado: 28.09.2017, 15:18:45
(Betto Jr./CORREIO)

Fábio Rocha: ‘Temos de ir para mares nunca antes navegados’

Especialista em gestão defende que mudanças devem começar pela mente das pessoas

Se ao pensar no futuro, as pessoas se restringem à evolução das máquinas e das empresas, o especialista em Gestão Integrada de Organizações pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Fábio Rocha, vem nos dizer que o foco não deve ser somente nisso: a mudança também deve ser empreendida na mentalidade de pessoas e empresas, que precisa se reconfigurar. 

"A única certeza que nós temos é que do jeito que está, as coisas não vão ficar. As pessoas precisam programar seus modelos mentais para conseguir lidar com as mudanças", afirmou Fábio Rocha, que é também Leader Coach, Life & Professional Coach e Profile Coach. 

Na quarta, 27, ele comandou a oficina Mindset Digital: a mudança das pessoas e das organizações, no seminário Conexões, último evento do ano do Fórum Agenda Bahia.

Para Rocha, a mudança na forma com que explicamos o mundo a nós mesmos – no nosso modelo mental -  deve ser realizada através de um método sistemático e com disciplina. 

“Deve-se investir no autoconhecimento, entender quem você é, quais são as suas forças e fraquezas e enxergar a sua essência. Isso deve ser transformado em uma busca diária, e não uma coisa que só será realizada no dia 31 de dezembro”, explicou.

O primeiro passo para empreender a mudança é fazer escolhas, definir estratégias para atingir o objetivo e, finalmente, realizar as ações. “Nossa visão do mundo é o que nos define. Mudar um modelo mental é mais difícil do que mudar hábitos, porque essa é a visão que o ser humano tem sobre tudo que ele tem contato. Temos que nos livrar dos preconceitos, das resistências e mudar a nossa visão sobre as coisas. Temos que ir para mares antes nunca navegados e perceber o novo sempre”, disse.

Presentes pela segunda vez em atividades do Fórum Agenda Bahia, os empresários Neila Almeida, 40 anos, e Frederico Souza, 44, afirmaram estar buscando no evento por inovações com relação à tecnologia e liderança. 

“Quem não consegue se atualizar, não sobrevive no mercado. Então nós viemos descobrir o que tem de tendência nesse meio, para sairmos na frente”, disse Neila. 

Já a estudante Mariane Oliveira, 24, foi ao evento para buscar inspirações para empreender. “Eu sou bacharel em direito, mas hoje estou começando a me voltar para a área de administração empresarial. A minha família tem empresas no ramo alimentício. Vim ao Agenda Bahia porque é uma oportunidade, é importante ver os cases de sucesso e ter a motivação para empreender”, disse.

Dentre as novas alterações elencadas por Fábio Rocha na palestra, estão a revolução na vida digital, no papel das redes sociais, dos meios de comunicação e do comércio eletrônico. As mudanças irão alterar os perfis dos consumidores, das instituições e das profissões e influenciar diretamente na qualidade de vida das pessoas. 

“Pensar fora da caixa é ultrapassado, nós temos que destruir a caixa. Devemos desenvolver competências através de dedicação, estudo e de um plano de ação”, disse.

O Fórum Agenda Bahia 2017 é uma realização do CORREIO, com apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador (PMS), Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e Rede Bahia; patrocínio da Braskem, Coelba e Odebrecht; e apoio da Revita.