Funcionários dos Correios decidem encerrar greve na Bahia após 17 dias

bahia
06.10.2017, 18:55:39
Atualizado: 06.10.2017, 18:59:31
(Foto: Divulgação)

Funcionários dos Correios decidem encerrar greve na Bahia após 17 dias

Em assembleia, categoria aceitou proposta do TST; haverá mutirão para entregar 5 milhões de cartas e encomendas

Os trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) na Bahia decidiram acabar com a greve no estado, que durava 17 dias, durante assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (6). 

De acordo a assessoria da empresa, neste final de semana será realizado mais um mutirão nos Correios e a expectativa é de entregar aproximadamente 5 milhões de cartas e encomenda atrasadas. Serviço deve começar a ser normalizado a partir de segunda-feira (9).

Negociação
Em nota, os Correios na Bahia informam que a maior parte dos sindicatos de trabalhadores da empresa, no país, realizou assembleias e votou pela aceitação da proposta do ministro Emmanoel Pereira, vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Ainda conforme a comunicação dos Correios na Bahia, “dos cerca de 108 mil empregados que compõem o quadro funcional da empresa, aproximadamente 90% estão trabalhando normalmente em todo o país”. 

“A rede de atendimento está aberta em todo o Brasil e todos os serviços, inclusive o SEDEX e o PAC, continuam disponíveis. Apenas os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) estão suspensos”, continua a nota.

A proposta aceita pelos funcionários da ECT prevê reajuste de 2,07% (INPC) retroativo ao mês de agosto de 2017, compensação de 64 horas (8 dias) e desconto dos demais dias de ausência, além da manutenção das cláusulas já existentes no ACT 2016/2017. “A cláusula 28, que trata do plano de saúde, continua sendo mediada pelo TST”, informa o comunicado.