Ginasta Lais Souza sofre acidente nos EUA e passa por cirurgia na coluna

mundo
28.01.2014, 13:06:00
Atualizado: 28.01.2014, 13:10:58

Ginasta Lais Souza sofre acidente nos EUA e passa por cirurgia na coluna

No esqui aéreo, o atleta desce uma pista na neve, é lançado para o ar por uma rampa, faz acrobacias e aterrissa
Laís sofreu acidente nos EUA (Foto: Reprodução)

A ex-ginasta Lais Souza, 24, que aguardava classificação para a prova de esqui aéreo dos Jogos Olímpicos de Inverno, sofreu um acidente na última segunda-feira durante um treinamento em Salt Lake City, nos Estados Unidos.

De acordo com a família da atleta e a Confederação Brasileira de Desporto na Neve (CBDN), a ex-ginasta passou por uma cirurgia no Hospital da Universidade de Utah. A CBDN não informou qual a lesão sofrida pela ex-ginasta.

O irmão de Lais, Matheus Souza, afirmou que atleta sofreu uma lesão na coluna. “O COB informou que foi uma lesão na coluna, mas não sabemos a gravidade. Estamos angustiados esperando mais informações. A cirurgia ocorreu por volta das 2h [horário de Brasília], mas ainda não tivemos informações sobre o estado de saúde da Lais”, contou.

Segundo Matheus, Lais sofreu o acidente após realizar o salto. No esqui aéreo, o atleta desce uma pista na neve, é lançado para o ar por uma rampa, faz acrobacias e aterrissa. “Ela estava em alta velocidade e saiu do trajeto da pista. O esqui não tem freio e ela se acidentou. Essa é a informação que temos”.

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) ofereceu passagem e hospedagem em Salt Lake City para um dos membros da família. “Minha mãe está tentando conseguir um passaporte emergencial e viajar ainda hoje para os EUA. O COB está dando todo o suporte para a gente”, contou. A família de Lais Souza é de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo).

Novata no esporte Lais Souza, 24, e a também ex-ginasta Josi Santos, 28, aguardavam a classificação para o esqui aéreo nos Jogos Olímpicos de Inverno. Elas começaram a praticar o esporte há menos de oito meses.

Tudo começou em maio de 2013, quando as ex-ginastas foram convidadas pela Confederação Brasileira de Desportos na Neve a conhecer a modalidade. Em junho, em uma pista artificial em São Roque (a 66 km de São Paulo), elas testaram a modalidade olímpica pela primeira vez, sem nunca antes terem esquiado.

O teste principal, entretanto, foi feito em uma cama elástica. Em dezembro, na Finlândia, estrearam em uma competição. Antes, foram quatro períodos de treinamento em quase 100 dias de aprendizado.