Gino Tubaro conhece invenções baianas e faz palestra em Salvador; veja programação

agenda bahia
27.09.2017, 06:32:27
Atualizado: 27.09.2017, 17:32:45
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Gino Tubaro conhece invenções baianas e faz palestra em Salvador; veja programação

Inventor e empreendedor argentino visitou o IhacLab-i e o Senai Cimatec a convite do CORREIO

À primeira vista, a cena é a de um jovem brincando de videogame. Mas, olhando com atenção, o apertar de botões revela a curiosidade científica. Movido pelo interesse em tecnologia e pela experiência como inventor, o argentino Gino Tubaro, que participa hoje do seminário Conexões, último evento do ano do Fórum Agenda Bahia, visitou,  ontem, a convite do CORREIO, dois centros de pesquisa e inovação de Salvador: o IhacLab-i, da Universidade Federal da Bahia (Ufba), e o Senai-Cimatec.

Tubaro, que chegou à capital baiana no final da manhã, depois de pegar um voo de madrugada em sua Buenos Aires natal, aceitou o desafio de conhecer projetos e pesquisas desenvolvidos na Bahia. Logo mais, durante o seminário Conexões, ele mesmo irá mostrar suas criações, as próteses de mãos e braços, de baixo custo, feitas com impressão 3D, e que já mudaram a realidade de centenas de pessoas.

Na chegada ao Ihac-Lab-i, que fica no prédio PAF V, no campus da Ufba em Ondina, uma grata surpresa foi encontrar o quase conterrâneo e estudante de Engenharia Eletrônica Juan Martín, que é filho de argentinos e foi criado em Salvador.  Junto com Rafael Souza, servidor da universidade e responsável pelos agendamentos de visitas ao IhacLab-i, Juan mostrou os equipamentos e o espaço de coworking  do laboratório para Gino, que fez questão de testar equipamentos como a impressora 3D da unidade e o fliperama construído por estudantes e pesquisadores da instituição usando, entre outros insumos, unidades do Raspberry Pi, minicomputador que se parece com um chip e tem o tamanho de um cartão.

Impressão em 3D

“As impressoras 3D são minha paixão”, disse o jovem,  de 22 anos, que montou sua primeira impressora com apenas 16. Sem timidez e demonstrando o conhecimento que tem sobre esses equipamentos, ele discutiu com o colega de curso Juan – Gino também cursa Engenharia Eletrônica na Argentina - detalhes sobre o funcionamento do equipamento da Ufba.

Conheceu ainda o trabalho do estudante baiano com a montagem de circuitos eletrônicos e aproveitou  para apresentar o site oficial do Atomib Lab, centro de pesquisa criado por ele e onde, junto com mais sete jovens e outros voluntários, desenvolve as próteses.

Atualmente, o Atomic Lab já entregou mais de 620 próteses e tem uma capacidade de imprimir três mãos por dia. A fila de espera por uma mão ou braço mecânicos é de sete mil pessoas e, segundo Gino, o laboratório, fora da Argentina, já atendeu gente do Brasil, Chile e Tailândia.

Já o IhacLab-i, explicou Rafael Souza, recebeu equipamentos que antes ficavam no Parque Tecnológico da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia. O espaço, criado há dois anos onde antes havia um depósito , atende estudantes de engenharia, dos bacharelados interdisciplinares em ciência e tecnologia e também inventores independentes.

 Impressora: Gino testou a impressora 3D do IhacLab-i
Impressora: Gino testou a impressora 3D do IhacLab-i (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)
 Atomic Lab: No laboratório da Ufba, mostrou o site  do seu Atomic Lab
Atomic Lab: No laboratório da Ufba, mostrou o site do seu Atomic Lab (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)
Fliperama: E também brincou com o fliperama criado pelos alunos da entidade
Fliperama: E também brincou com o fliperama criado pelos alunos da entidade (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)
Circuitos: Tubaro conheceu o laboratório de microeletrônica
Circuitos: Tubaro conheceu o laboratório de microeletrônica (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
Protótipos: Onde viu as pesquisas em andamento
Protótipos: Onde viu as pesquisas em andamento (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
Próteses: E trocou informações sobre próteses no Instituto de Tecnologia da Saúde (ITS)
Próteses: E trocou informações sobre próteses no Instituto de Tecnologia da Saúde (ITS) (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Tecnologia de ponta

No Senai-Cimatec, que hoje sediará o seminário Conexões, Gino Tubaro foi recebido pelo gestor de novos negócios Valdir Gomes e pela gerente do Instituto de Tecnologia da Saúde (ITS), Josiane Dantas. Os dois conduziram o jovem inventor pelos laboratórios do centro de pesquisa e apresentaram para ele projetos atualmente em desenvolvimento nas unidades. Dez desses trabalhos, inclusive, foram listados pelo CORREIO em reportagem publicada ontem.

Um dos locais mostrados foi o laboratório onde são testadas ósteses e próteses fabricadas por empresas especializadas. O Senai Cimatec funciona como uma unidade de validação desses equipamentos, realizando testes de qualidade.

Gino ficou bastante interessado no trabalho e aproveitou para compartilhar com Josiane Dantas e com Valdir Gomes alguns vídeos do Atomic Lab, dando ainda explicações sobre o software que ele mesmo desenvolveu para a criação das mãos e braços em 3D.

O inventor também visitou o Laboratório de Transformação de Plástico, onde Josiane Dantas  explicou para ele sobre os testes e novos estudos sobre combinação de materiais feitos na unidade; o Laboratório de Microscopia Ótica, onde na hora da visita acontecia um teste para a área de odontologia, sobre clareamento dental; e passou ainda na unidade  de microeletrônica.

Avaliando os dois espaços, Gino Tubaro ficou impressionado, por um lado, com a motivação e interesse dos alunos da Ufba em inovar; e, por outro, com a estrutura oferecida pelo Senai Cimatec, que, segundo o jovem inventor, demonstra a   preocupação da entidade com a formação dos estudantes que fazem graduação ou cursos técnicos no local.

“Há projetos muito inovadores e de muito futuro aqui. E é surpreendente como tem jovens realizando pesquisas”, comentou Tubaro.

Motomura abrirá seminário

Chamado de “mestre” por legiões de admiradores entre empresários e gestores públicos ou de grandes companhias privadas,  e dono de um carisma e presença de palco que impressionam quem participa do APG  - Programa de Gestão Avançada do Grupo Amana Key, Oscar Motomura fará a conferência de abertura do seminário Conexões, hoje, às 9h45, no auditório do Senai Cimatec.

Oscar Motomura é especialista em Gestão, Estratégia e Liderança e fundou o Grupo Amana Key. Ele  fará palestra e comandará uma oficina durante o seminário (Foto: Amana Key/Divulgação)

Motomura irá participar de quatro momentos do seminário. Pela manhã,  apresenta o tema Liderança Integrativa e a Viabilização do Impossível, mostrando de que forma empresas e gestores podem superar equações de difícil solução; e, na sequência, participa de um talk show com o público.

No final da programação matutina, ele ainda estará no painel Liderança em Tempos de Mudança, com o inventor argentino Gino Tubaro.

Já na parte da tarde, o especialista  vai ministrar o workshop Fusão de Megatendências de Mudança Poderá Surpreender?’.
A ideia é que ele use  o “baralho de tendências” do Grupo Amana Key para possibilitar aos participantes da oficina a construção de cenários futuros a partir da fusão de áreas aparentemente desconectadas, mas que, observando bem, tem relação entre si. Oscar Motomura é o fundador e principal executivo do Grupo Amana Key, além de especialista em Gestão, Estratégia e Liderança. Formado em Administração, já fez inúmeros cursos de especialização no exterior na área de finanças, banking e gestão de tecnologia.

Tem também mestrado em Psicologia Social. Executivo multidisciplinar, transita por diferentes campos da gestão e alta administração e tem expertise na área humana, especialmente em facilitação de diálogos e busca de consenso em grandes grupos, solução de “equações impossíveis”, mediação de conflitos e negociações complexas.

Blockchain e outras revoluções

Imagine uma compra com cartão de crédito. Apesar da autorização da operadora aparecer para o comprador quase instantaneamente, existe um processo de validação  que passa por cinco a sete instituições diferentes. O resultado é que a fatura só será de fato liquidada, cinco dias úteis depois. Agora, imagine um futuro em que a transação seja imediata, sem intermediários, e, em consequência, o consumidor pague menos juros no valor final.

Essa realidade é possível graças ao blockchain, um registro de transações digitais que utiliza a criptografia para ter mais segurança e que, ao invés de armazenar todas as informações em um único lugar, funciona em blocos.

O blockchain e todas as mudanças que essa tecnologia provoca no cotidiano das pessoas, inclusive inibindo fraudes e pirataria, será apresentado no seminário Conexões, hoje à tarde, pelo engenheiro Carl Amorim, representante do Blockchain Research Institute no Brasil.

Além da palestra dele, outras revoluções que utilizam tecnologia e a inovação para mudar a realidade cotidiana, serão apresentadas por Marcela Sabino, diretora do Laboratório de Atividades do Amanhã, do Museu do Amanhã (RJ), que é especialista em inovação e estuda o impacto social de tecnologias exponenciais. Marcela vai mostrar uma pesquisa com biotecidos e roupas inteligentes que utilizam sensores.

Outros palestrantes que vão participar do seminário são: Cybele Amado, presidente do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP); o especialista em gestão integrada Fábio Rocha e a atleta do Paratriathlon Adriele Silva.

Veja a programação completa das oficinas, painéis  e palestras do seminário conexões

O que Seminário Conexões - Fórum Agenda Bahia 2017

Quando  Hoje, das 8h às 18h

Onde  Senai Cimatec - Av. Orlando Gomes, 1.845, Piatã

Manhã A partir das 8h acontece o credenciamento dos participantes; às 8h45 é a cerimônia de abertura; às 9h45 começa a palestra de Oscar Motomura: Liderança Integrativa e a Viabilização do Impossível; às 10h15, Oscar Motomura participa de um talk show com a jornalista Flávia Oliveira; às 10h45, é a vez da palestra Empreender para Criar 500 Super-heróis, com Gino Tubaro, seguida de talk show do palestrante, às 11h15; das 11h40 às 12h30, a plateia participa com perguntas do  painel Liderança em Tempos de Mudança, com Oscar Motomura, Gino Tubaro e Flávia Oliveira.

Tarde A programação vespertina terá seis oficinas simultâneas, ocupando diversos espaços do Senai Cimatec.  Das 14h às 15h30, acontece o workshop Fusão de Megatendências de Mudança Poderá Surpreender?, com Oscar Motomura; no mesmo horário, ocorre o painel Novas Conexões, com Marcela Sabino e Cybele Amado; também a partir das 14h, Fábio Rocha comanda a oficina Mindset Digital - a Mudança de Mentalidade das Pessoas e das Organizações; e, às 15h30, será a vez da apresentação SelectUSA: Como Internacionalizar Empresas Brasileiras nos EUA, com André Leal. Mais duas oficinas estão programadas  a partir das 16h, a primeira será Inovação Transformando Vidas, com Gino Tubaro e Adriele Silva; e a segunda, Revolução Blockchain: Como Essa Tecnologia Vai Mudar os Negócios, os Governos e as Pessoas, com Carl Amorim.

Como participar  Para quem não se inscreveu no site oficial do evento até ontem, haverá credenciamento no local, mas as vagas são limitadas à lotação do espaço.

Quem promove  O Fórum Agenda Bahia 2017 é uma realização do CORREIO, com apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador (PMS), Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e Rede Bahia; patrocínio da Braskem, Coelba e Odebrecht; e apoio da Revita.