Irritada com saída de Emily Lima, Cristiane dá adeus à seleção

esportes
27.09.2017, 20:48:49
Atualizado: 28.09.2017, 09:31:36
Cristiane deixa a seleção feminina após atuar por 17 anos (Miguel Schincariol/AFP)

Irritada com saída de Emily Lima, Cristiane dá adeus à seleção

Atacante, uma das principais jogadoras da equipe, comunicou sua decisão à CBF nesta quarta-feira (27)

Uma das principais jogadoras do Brasil não defenderá mais a seleção de futebol feminino. A atacante Cristiane, de 32 anos, comunicou nesta quarta (27) a sua decisão à CBF, pouco depois do retorno do técnico Vadão à equipe – Emily Lima foi desligada na sexta-feira (22).

Vice-campeã do mundo em 2007 e prata em Atenas-2004 e Pequim-2008, a atleta mostrou-se profundamente chateada com a CBF em uma série de vídeos que publicou no seu perfil do Instagram: “falei com minha família e meus amigos. Escutei vários pedidos para que eu pensasse, inclusive das atletas. Mas não vejo outra alternativa por conta de todos os acontecimentos e por coisas que não tenho mais forças para aguentar”.

Cristiane, que atualmente defende o time chinês Changchun Zhuoyue, disse que retornou para a seleção no ano passado por conta de Emily. Ela disse ter ficado chateada com a CBF durante as Olimpíadas, já que jogou lesionada, e retornou por conta do convencimento da técnica.

Por fim, reclamou do pouco tempo que Emily teve para trabalhar. “Essa comissão me mostrou coisas diferentes, a Emily me pediu, e retornei. Aí veio esse balde de água fria. Simplesmente tiraram essa comissão com pouquíssimo tempo, todas atletas estavam gostando. Estou sem entender. Todas as outras que passaram tiveram muito tempo de trabalho, um ciclo grande. E essa não teve esse tempo de trabalho. Só por que era mulher?”, provocou.