Jovem morto no Vale das Pedrinhas era suspeito por morte de PM

Jovem morto no Vale das Pedrinhas era suspeito por morte de PM

Além do homicídio, ele era foragido do Complexo Policial de Santo Antonio de Jesus

Redação CORREIO

Uns dos dois homens que foram mortos na noite de ontem no Vale das Pedrinhas, em Salvador, era o principal suspeito pela morte de um policial militar. O corpo de Elielson da Silva Caldas, de 26 anos, foi reconhecido pela família dele nesta sexta-feira (7) no Instituto Médico Legal Nina Rodriques (IML).

Segundo o delegado Edilson Campos Magalhães, coordenador da 4ª Coorpin, Elielson participou do assassinato do policial Gerson Borges da Silva FIlho, de 39 anos, ocorrido no dia 05 de abril de 2009. O PM foi retirado do carro no posto Tucunaré, na BR 101, entre Conceição de Almeida e Santo Antonio de Jesus, e morto a tiros pelos criminosos.

“O policial não estava armado e disse que era bombeiro, mas foi morto a sangue frio”, diz o delegado. O inquérito sobre a morte do policial era investigado em sigilo pelo delegado. Duas testemunhas do assassinato já haviam reconhecido Elielson como um dos participantes do crime.

Além do homicídio, o suspeito era um dos foragidos do Complexo Policial de Santo Antonio de Jesus. Na madrugada do dia 29 de dezembro, ele e outros 26 detentos conseguiram sair pelos fundos do Complexo após estourar os cadeados. Elielson estava preso acusado de latrocínio e assalto. Até o momento, 12 presos já foram recapturados, outros três se entregaram à polícia.

Segundo o delegado, Elielson estava preso em Cruz das Almas, mas foi transferido para Santo Antonio de Jesus por ter ameaçado de morte um policial civil da delegacia de Cruz das Almas. Ele e outro homem ainda não identificado foram baleados na Rua Coréia do Sul e socorridos ao Hospital Geral do Estado, mas não resistiram.