Ladrões explodem caixa eletrônico em agência do Bradesco na Liberdade

salvador
19.06.2017, 08:09:00
Atualizado: 19.06.2017, 15:45:57

Ladrões explodem caixa eletrônico em agência do Bradesco na Liberdade

Parte da agência ficou destruída; um explosivo foi deixado por bandidos no local e policiais desarmaram o artefato
Impacto da explosão destruiu parte da agência
Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO

Pelo menos 10 homens colocaram explosivos na madrugada desta segunda-feira (19) na agência do Bradesco no bairro da Liberdade, em Salvador. A ação aconteceu na Rua Lima e Silva, por volta das 3h, quando, segundo a Polícia Militar, homens encapuzados explodiram um caixa de autoatendimento. Policiais militares, que estiveram no local, afirmaram que aparentemente nada foi levado da agência, que ficou parcialmente destruída. Um explosivo foi deixado pelos bandidos.

Em nota, a PM confirmou que policiais militares da 37ª Companhia Independente de PM (CIPM/Liberdade) e da Companhia Independente de Policiamento Tático (Rondesp BTS) estiveram no local, e que o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado, isolou a área e neutralizou o artefato explosivo.

De acordo com estatísticas do Sindicato dos Bancários, de janeiro a junho, foram registrados 35 ataques a bancos na Bahia, incluindo explosões e arrombamentos às agências bancárias. 

A Polícia Militar informou que, de janeiro a junho, foram atendidas nove ocorrências antibombas, sendo cinco de explosão de caixas eletrônicos. Já no ano passado (janeiro a dezembro) foram 31 ocorrências antibombas, sendo 18 explosão de caixas eletrônicos.

A companhia antibombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) só desloca quando há suspeita de explosivo, segundo a PM. Segundo o capitão Érico Carvalho, do Grupo Antibombas, informou que nenhum artefato sem explodir foi encontrado no terminal, e que, possivelmente, o explosivo usado foi dinamite. "A gente vai por algumas análises, e acredita que foi emulsão explosivos (dinamites), mesmo material utializado para mineração", explicou.