"Pegaram ela para Cristo", diz marido da médica Kátia Vargas

"Pegaram ela para Cristo", diz marido da médica Kátia Vargas

Médico Paulo Henrique Brito Pereira disse que os filhos se comunicam com a mãe através de cartas e ainda não foram visitá-la no presídio

Diego Mascarenhas
diego.mascarenhas@redebahia.com.br

Em entrevista exclusiva ao Portal iBahia nesta quinta-feira (28), o médico oftalmologista Paulo Henrique Brito Pereira falou sobre o acidente envolvendo a esposa dele, a médica Kátia Vargas, no dia 11 de outubro. Ele relembrou o dia da morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes e falou sobre os filhos, o estado de saúde da esposa e disse que a médica está revoltada com a Justiça.

Leia também:
Caso Kátia Vargas: MP aguarda pronunciamento da Justiça sobre laudo oficial
Novo laudo aponta que "conduta imprópria" de Kátia Vargas causou o acidente

"Tá um quadro muito difícil para mim, como marido, ver isso e eu poupo os meninos de verem", disse Paulo Henrique sobre o quadro depressivo da esposa, que a mantém na enfermaria do presídio. Ainda de acordo com o médico, a comunicação entre Kátia Vargas e os filhos é exclusivamente através de carta. O oftalmologista também disse que ele e a família sofreram ameaças por conta do envolvimento da médica no acidente e revelou que os filhos não estão frequentando as aulas por medo.

"Eu sempre peço é que as pessoas não pré-julguem [...] A delegada-chefe simplesmente condenou, executou minha esposa, disse que o vídeo era conclusivo, que ela perseguiu a moto, que ela bateu na moto [...] pegaram ela para Cristo", desabafou o médico, que também criticou o posicionamento de alguns veículos de imprensa e disse acreditar na inocência de Kátia Vargas: "Que minha esposa é inocente eu não tenho a menor dúvida disso", garantiu.

Assista ao vídeo completo da entrevista abaixo

###YOUTUBE###

Matéria original iBahia
"Pegaram ela para Cristo", diz marido da médica Kátia Vargas