Pescadores do Subúrbio recebem curso para navegar com segurança

salvador
17.10.2017, 01:02:00
(Foto: Carol Garcia/GOVBA)

Pescadores do Subúrbio recebem curso para navegar com segurança

Trabalhadores serão habilitados, após conclusão de curso com aulas sobre embarcações e navegação

Pescadores dos bairros do Lobato, São João do Cabrito e Plataforma, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, participam de um curso de habilitação naval que os ajudarão a navegar com maior segurança. Com idades entre 23 e 67 anos, eles começaram a receber aulas sobre embarcações e navegação nesta segunda-feira (16). O curso segue até o próximo dia 26, na Cooperativa de Pescadores da Bahia de Todos os Santos, em São João do Cabrito. A carga horária é de 80 horas.

Segundo a Secretaria estadual da Comunicação (Secom), são abordados temas como segurança no mar, navegação, primeiros socorros, combate a incêndio e trânsito marítimo. A capacitação é resultado de parceria entre a Marinha e a Bahia Pesca, vinculada à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri). No final, os trabalhadores vão receber um certificado e a habilitação para navegar.

O pescador César Francisco Rodrigues já participou de diversos cursos, mas nenhum como o que está sendo oferecido. “A cada curso, a gente aprende mais coisas. Os outros não me deram essa formação. Eu era um pescador amador até agora. Com esse curso profissional, tenho uma formação melhor e uma habilitação de validade mundial, que me permite conduzir uma embarcação. Isso é um avanço muito grande para nós”, afirma ele.

Pescadores durante aula sobre embarcações e navegação (Foto: Carol Garcia/GOVBA)

Segundo o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira, existem 130 mil pescadores registrados em toda a Bahia. “A Bahia Pesca sempre faz essas atividades para qualificar os pescadores. É como se a Capitania dos Portos fosse o Detran e a habilitação fosse a carteira de motorista. Além da habilitação, o pescador tem um curso sobre tudo aquilo que ele vai ver no mar. Já fizemos vários cursos e este ano ainda teremos mais três turmas, em três cidades da Região Metropolitana de Salvador”, explica.  

O encarregado da Divisão de Ensino da Capitania dos Portos, José Aderaldo, destaca a importância da parceria entre a Bahia Pesca e a Marinha. “O pescador fica aqui na área trabalhando para sua subsistência ou para vender o pescado, mas de maneira informal, à margem da lei. Quando a Marinha e a Bahia Pesca ministram cursos para este pessoal, a gente vê um ganho. A felicidade deles é imensa. Eles contribuem com mares e rios mais limpos e seguros. Além disso, sem a habilitação, eles estão sujeitos a multas e a terem o barco apreendido”, afirma ele. As informações são da Secom.