Polêmica: Luiz Caldas estará fora do Carnaval

Polêmica: Luiz Caldas estará fora do Carnaval

Cantor recusou o cachê de R$ 90 mil para tocar dois dias na festa

Salvatore Carrozzo | Redação CORREIO
  
Polêmica  Por enquanto, o cantor e compositor Luiz Caldas, considerado o pai do axé, está fora do Carnaval 2011 de Salvador. As palavras são do próprio artista, 47 anos. Ele afirma ter enviado uma carta ao governador Jaques Wagner, pedindo uma solução para o caso que envolve sua participação na festa, que começa na quinta-feira da próxima semana.

Luiz conta que o valor oferecido pela Secretaria de Cultura da Bahia (Secult), de R$ 90 mil para os dois dias, é pouco. O projeto original de Caldas era ganhar R$ 250 mil por três dias de Carnaval. A soma é destinada aos cachês do cantor e da banda e outros custos. O trio elétrico é cedido pela Secretaria de Cultura.

“A verdade é que estão trazendo Moraes Moreira e expulsando Luiz Caldas”, disse o cantor. Logo a seguir, ressaltou a importância de Moraes Moreira, que toca na terça-feira, em projeto da prefeitura de Salvador. O cachê não foi informado pela Saltur. “Até aceitaria conversar, mas Leonelli (Domingos Leonelli, secretário de Turismo) me ligou e foi taxativo: ‘É pegar ou largar’. Não houve mesa de negociação”, disse Luiz Caldas.

Apesar de o repasse ser por meio da Secretaria de Cultura, Luiz disse que sempre contou com a interlocução da Secretaria de Turismo, pasta que, segundo o artista, tem o poder para resolver as questões da maior festa popular do país. “O impasse continua. Vou ter de comemorar meus 40 anos de Carnaval longe de minha terra”, afirmou.