Posto de saúde é fechado por falta de pagamento no Pau Miúdo

Posto de saúde é fechado por falta de pagamento no Pau Miúdo

A expectativa é que até as 11h de hoje, os funcionários recebam o pagamento

Da Redação

A população de Pau Miúdo se deparou com os portões do 16º Centro de Saúde Maria da Conceição Santiago Imbassahy fechados desde as 6h da manhã desta segunda (20). Os serviços de ambulatório, marcações e farmácia estavam paralisados e o atendimento à emergência dependia da classificação de risco.

Cerca de 300 funcionários trabalham no 16º Centro, entre médicos, atendentes, enfermeiros e outros profissionais de serviços. A unidade recebe cerca de 800 pacientes por dia.  O posto é administrado pela entidade filantrópica Pró-Saúde, que há 40 dias deixou de pagar aos funcionários, segundo o diretor da unidade, Pedro Oliveira, por falta de repasse da prefeitura.

Ainda segundo ele, após reunião com a secretária municipal de Saúde, Tatiana Paraíso, há 11 dias, parte do repasse (R$ 400 mil) foi paga.  O diretor, porém,  optou por esperar a entrada do valor completo (R$ 971 mil) para que todos os funcionários recebessem. “O médico e o enfermeiro conseguem dar um jeito no orçamento, mas eu não posso deixar de pagar o pessoal da higienização”, explicou.

Ao final da manhã, a diretoria divulgou documento enviado pela secretaria de que R$ 270 mil referentes a maio foram depositados na sexta-feira. A expectativa é que até as 11h de hoje, os funcionários recebam o pagamento. Em nota, a SMS informa que o prazo de pagamento do total pode ser até quarta-feira.