Salvador registra 86% de ocupação em hotéis e alto fluxo de turistas durante o Réveillon

salvador
01.01.2015, 10:23:00
Atualizado: 01.01.2015, 10:29:00

Salvador registra 86% de ocupação em hotéis e alto fluxo de turistas durante o Réveillon

A expectativa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis secção Bahia é que a alta movimentação continue em janeiro

O Réveillon de Salvador já ficou marcado como um bom início de Verão para hotéis, bares, restaurantes e outros estabelecimentos do trade turístico. A taxa de ocupação nos hotéis mais próximos dos locais dos grandes festejos da virada chega a 86% e a expectativa da Associação  Brasileira da Indústria de Hotéis secção Bahia (ABIH/BA) é que a alta movimentação continue em janeiro, confirmando a retomada de crescimento da capital baiana no cenário turístico nacional.

Segundo informações da Infraero, o Aeroporto de Salvador está recebendo uma média de 10 voos a mais por dia neste período de festas. Em 25 dias (15 de dezembro até 10 de janeiro), o incremento é de 257 voos, o que representa um aumento de 7% na movimentação de aeronaves, entre pousos e decolagens. Em relação ao número de passageiros, aexpectativa da Infraero é um aumento de 10% na movimentação do terminal.

Números da Secretaria Estadual de Turismo apontam que 200 mil turistas escolheram Salvador para passar a virada do ano. O fluxo inclui o movimento do turismo doméstico, nacional e internacional, o que representará um incremento de 20%, se comparado ao mesmo período do ano passado.

HOTÉIS
Para o presidente da Salvador Destination, Paulo Gaudenzi, a movimentação dos hotéis está acima do esperado. “Os hotéis estão com uma taxa de ocupação boa, para quem teve um ano difícil. Alguns estabelecimentos, por exemplo, estão com 80% de lotação, o que pode ser considerado muito positivo”, diz. Segundo ele, a expectativa é que o Réveillon possa atrair mais turistas. “A gente espera que a movimentação do Ano- Novo seja refletida no restante do Verão. Esperamos que o Réveillon possa mostrar Salvador para o resto do Brasil”, complementa.

Segundo o presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação, Silvio Pessoa, os hotéis da orla e do entorno da festa devem alcançar uma ocupação de 80% a 86%. Já os hotéis da Avenida Tancredo Neves estão com ocupação de 70%. Em Salvador, são 404 hotéis e 39 mil leitos. “Apesar da fantástica programação de Réveillon preparada pela prefeitura, só não vamos repetir os resultados de anos anteriores porque fomos prejudicados pela alta dos preços das companhias aéreas, que só baixaram os valores de passagens tardiamente, quando muita gente já tinha se programado para o fim de ano”.

Réveillon de Salvador, na Praça Cayru, reuniu quase 100 mil pessoas por dia (Arisson Marinho/Correio)

ALTO FLUXO
O Réveillon movimentado fez com que os hotéis do Centro e do Comércio ficassem lotados de última hora. O Hotel Arthemis, por exemplo, no Centro, teve cerca de 70% dos hóspedes que chegaram em cima da hora. De acordo com o gerente do estabelecimento, César Góes, o alto fluxo não era esperado. “Poucas pessoas fizeram reserva antecipada. Inicialmente, esperávamos um baixo movimento. Agora, no entanto, estamos lotados”, diz. O hotel tem 15 quartos e todos estão ocupados.

Até hoje o Hotel Miron, na Calçada, deve atingir uma lotação de 70%. No entanto, segundo a proprietária do estabelecimento, Fátima Malvar, o fluxo pode ser ainda maior devido às chegadas em cima da hora.

“Estamos felizes, porque o nosso movimento está bom. Como o nosso hotel passou por uma restruturação, a expectativa era de um movimento menor”, afirma. Segundo ela, o hotel está com turistas de todas as partes do país. “Eles vieram de carro, ônibus e avião. São de vários locais do país como Tocantins, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e até de outros lugares do mundo”, revela. 


“A programação do Ano-Novo da cidade é um pontapé inicial para atrair cada vez mais turistas aos hotéis de Salvador”, complementa.

ORGANIZAÇÃO
Para o secretário de Desenvolvimento, Cultura e Turismo de Salvador, Guilherme Bellintani, a grande movimentação na cidade neste período de Réveillon é resultado de esforços de médio prazo. “A política de turismo dá frutos a médio e longo prazo. Os primeiros resultados já aparecem, mas ainda é pouco para o que a gente quer. Queremos retomar uma posição de liderança nacional. Apesar de Salvador nunca ter saído da lista de cidades mais procuradas do Brasil, precisamos voltar a ser desejados como antes. Temos tudo para ser o destino mais desejado do Brasil”.

O secretário destacou ainda, além da quantidade, a qualidade dos turistas que estão visitando a cidade. “É importante perceber o elemento da avaliação da qualidade. As ruas estão cheias e os turistas avaliando positivamente a cidade. Isso é fundamental para o nosso turismo”, disse. “Teremos um Verão mais curto com o Carnaval no início de fevereiro, então acho que é possível afirmar que o Réveillon e a cidade muito movimentada já são uma boa abertura do Verão, estamos começando com o pé direito. É o segundo Verão da nossa gestão e estamos com reflexos muito positivos”, complementou.

COMÉRCIO
O presidente da Acopelô (Associação dos Comerciantes do Centro Histórico), Lener Cunha, também comemora a grande quantidade de turistas no Centro Histórico. “Nos últimos três dias, percebemos o aumento da movimentação e incremento de 6%  a 7% nas vendas. Com o final de semana prolongado após o Réveillon, as vendas devem chegar a 10% de aumento. A tendência é que esse movimento melhore ainda mais no decorrer do Verão e com a proximidade do Carnaval”, afirmou.

De acordo com a Federação Baiana de Hospedagem, os turistas que circulam por Salvador vêm, principalmente, da região Sudeste – Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Há ainda uma grande quantidade de viajantes vindos do Centro-Oeste e do Sul do país, mas 45% dos visitantes na capital são baianos praticando o turismo interno. Dados do Ministério do Turismo revelam que os destinos nacionais nunca foram tão requisitados, sendo os preferidos de 80,2% dos brasileiros.