Segundo percussionista do Estakazero, Perrone está voltando a falar

Segundo percussionista do Estakazero, Perrone está voltando a falar

Baterista recebeu alta do Hospital das Clínicas e segue com tratamento em casa

Da Redação

Depois de ter recebido alta do Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hospital das Clínicas), no último dia 12 de março, o músico da banda de forró Estakazero, Paulo César Perrone, 33 anos, tem apresentado avanços no quadro clínico. De acordo com o percussionista do grupo, Márcio Oliwer, o músico, que recebe tratamento em casa, estaria começando a falar novamente.

"Há alguns dias atrás a fonoaudióloga botou chocolate derretido na língua de Paulo e ele, que estava sonolento, abriu os olhos completamente e ficou alerta. Ela perguntou: 'Ta bom?'. E ele disse baixinho e não muito nítido: 'Tá'", escreveu em sua página do Facebook. Ainda segundo Oliver, o companheiro de banda também começou a se movimentar mais.

"Ele mexeu o braço direito todo, o direito que é também o lado mais lesado, que tinha o risco de ficar paralisado e ele mexeu. Além disso, tem começado a mexer o polegar como para dizer que está tudo bem", contou.

Crime
O músico foi baleado na cabeça, no dia 19 de julho de 2011, quando passava com o seu carro, um Fiat Uno, na Alameda das Espatódeas, no Caminho das Árvores. Vítima de uma saidinha bancária, ele foi abordado por dois homens em uma moto que efetuaram o disparo mesmo com o movimento intenso na via.