Semelhanças assustam

farol econômico
13.11.2017, 15:30:00

Semelhanças assustam

Por Donaldson Gomes

Há pouco mais de 16 anos, o risco de cortes programados no fornecimento de energia no país fez o brasileiro abrir os olhos para a crise energética enfrentada na época. O Brasil vivia a ‘Crise do Apagão’, que assombrou consumidores de energia de todos os portes e custou R$ 45 bilhões de reais, de acordo com cálculos do Tribunal de Contas da União (TCU). No final das contas, o "apagão" ficou só no nome do período histórico e o que se vivenciou na verdade foi um pesado racionamento. Todo brasileiro precisou reduzir o consumo de eletricidade em 20%, entre  1 de julho de 2001 e 19 de fevereiro de 2002. O modelo, baseado numa pesada cobrança pelo consumo que excedesse os limites estabelecidos evitou prejuízos ainda maiores, acredita um dos idealizadores do modelo, o especialista no setor elétrico, James Correia,  que foi secretário de Desenvolvimento da Bahia. “Quanto mais a decisão demorasse, maior seria o percentual de economia necessário”, lembra ele, que apresentou, junto com David Zylbersztajn, o modelo de racionamento. 

Grande risco
Para James Correia, o governo está sujeitando o Brasil a um risco enorme ao não encarar a questão com mais sentido de urgência. “Do ponto de vista hidrológico, o cenário atual é muito pior que o verificado lá atrás”, avisa. Em 2001, os reservatórios das hidrelétricas brasileiras estavam acima dos 20% de capacidade. No início deste mês, o Sudeste, que concentra maior parte das reservas, tinha 17,76%. No Nordeste, as barragens estavam com menos de 6%.

Feira ganha complexo de cinema
Maior cidade do interior baiano, Feira de Santana vai ganhar um complexo de cinema à altura. Na próxima quarta-feira, será inaugurado o Cinesercla, no América Outlet. Com cinco salas, de última geração, sendo duas com tecnologia 3D, além da primeira sala VIP do interior do estado. O novo negócio do Cinesercla, que já opera o cinema do Shopping Cajazeiras, contou com investimento de R$ 10 milhões e gerou 25 empregos diretos. A expectativa é que o local receba um público superior a 400 mil pessoas por ano. 

No horizonte

Seguros.  O Bradesco Seguros encerrou os nove primeiros meses de 2017 com faturamento de R$ 55,1 bilhões, o que representa evolução de 9,8% sobre igual período do ano anterior.  Na Bahia, o faturamento foi de R$ 1,51 bilhão, com crescimento de 14,5%. 

Telecom.   A TIM se juntou ao Telecom Infra Project (TIP), iniciativa do Facebook e outras empresas tecnologia e está anunciando a transformação do TIM Lab – laboratório para o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções – no primeiro TIP Community Lab (“Laboratório Comunitário TIP”) da América Latina.