Sétima temporada de Game of Thrones estreia hoje na HBO

variedades
16.07.2017, 05:30:00

Sétima temporada de Game of Thrones estreia hoje na HBO

Desde que surgiu, em 2011, Game of Thrones só acumula números recordistas: é a mais pirateada de todos os tempos e a mais premiada da história do Emmy, com 38 troféus

Só restaram Cersei Lannister, Jon Snow e Daenerys Targaryen na violenta guerra de poder pelo Trono de Ferro de Westeros. Mas, que ninguém se iluda: não é porque são poucas peças no tabuleiro que o xadrez será mais fácil. Coroados por seus próprios méritos, os oponentes são os mais perigosos em força, coragem ou mesmo falta de caráter. É o que se constata nesta sétima temporada de Game of Thrones, com estreia mundial hoje, às 22h, na HBO. 

Relembre o que aconteceu na temporada passada da série:

 Penúltima etapa da série criada a partir da obra ainda em andamento As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R.R. Martin, esta fase terá somente sete episódios, mas não perde em intensidade dramática ou em duração. Pelo menos é o que garantem os produtores e roteiristas David Benioff e D. B. Weiss, que prometem programas mais longos que o normal. “O mais excitante são as novas alianças que se formam quando a guerra que estivemos prometendo há tanto tempo finalmente começa. Game of Thrones é uma nova série, completamente diferente agora. Muitos relacionamentos começam a se fechar nessa temporada, e a série parece maior e mais urgente. Essas são as últimas jogadas”, comenta a dupla que trabalha sob total consentimento de George Martin.

Cersei e Jaime Lannister esperam ataques vindos de todos os lados (foto/divulgação)


Nesse tempo, litros e litros de sangue foram derramados em cenas realmente atrozes para que o público testemunhasse o que começa a acontecer somente agora: a chegada do inverno que Ned Stark (Sean Bean) tanto anunciou em vida. O problema, porém, não é só o frio congelante que a longa estação traz consigo, mas o perigo do exército sombrio de White Walkers do Rei da Noite. Esse, sim, é a grande ameaça dos três candidatos a governante de Westeros.

O desafio agora, depois que todos se convençam do inimigo em comum, é descobrir como se mata um exército ancestral mortos-vivos. Jon Snow (Kit Harington), coroado Rei do Norte depois de ressuscitado, tem duas respostas: o aço valiriano de sua espada Garra Long e facas de obsidiana negra. Como isso será  feito em grande escala? Assim como o inocente Jon Snow do passado, nós também, caro leitor, não sabemos de nada. 

Líder dos White Walkers, o Rei da Noite é a grande ameaça que paira em Westeros (foto/divulgação)

 Com menos personagens importantes ainda vivos, esta  temporada tem três grandes arcos dramáticos tomando conta da trama principal. Depois dar vida a três dragões e conquistar um imenso exércitos de devotos seguidores, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke), finalmente, chega a Westeros para conquistar o que pensa ser seu direito de nascimento. Acompanhada pelo estrategista Tyrion Lannister (Peter Dinklage), agora muito mais maduro, Dany aporta em Pedra do Dragão, castelo onde nasceu e onde sua família morreu.

Teorias - Embora seja considerado rei e herdeiro dos Stark, Jon Snow ainda não tem noção sobre sua origem, descoberta pelo público no final da última temporada. Ele é filho de Lyanna Stark e do príncipe Rhaegar Targaryen, irmão mais velho de Daenerys, e  foi adotado por Ned como seu bastardo para que não fosse assassinado por Robert Baratheon. Uma das teorias mais populares na internet é a de que Jon e Dany vão se tornar, não só aliados, como também um casal. Os autores não negam, tampouco confirmam. Mas, o público espera ansioso, assim como também pela reunião dos irmãos Stark entre os muros de Winterfell. 

Depois de reunir um exército de seguidores, Daenerys chega para brigar pelo Trono de Ferro (foto/divulgação)

Outra especulação que paira entre os especialistas é sobre  a travessia dos White Walkers para além da Muralha. Acontece que, durante uma viagem astral, Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright), o atual Corvo de Três Olhos, foi marcado pelo Rei da Noite e isso seria o contra-feitiço que permite sua passagem para o Sul de Westeros.

Há ainda um terceiro boato correndo pela internet sobre  a morte de Cersei Lannister, fato consumado na obra de Martin. A dúvida é se a personagem vai mesmo ter o fim trágico que merece e quando acontecerá. Lena Headey, intérprete da rainha, diz que também está muito curiosa sobre o destino da mais cruel da casa Lannister: “Ela é uma pessoa feita de camadas, sem fim. Toda vez que você pensa que a conhece, descobre uma nova profundidade de insegurança, fúria, ressentimento ou sofrimento. Não sei se simpatizo com ela. Eu a admiro”.

Segundo Headey, essa admiração vem muito de como Cersei se coloca num mundo dominado por figuras masculinas: “À medida que vamos  conhecendo, vemos que ela é uma sobrevivente e realmente desesperada para ser ouvida. Ela precisa dizer algo sete vezes quando um homem diz uma vez. Mas, tenho certeza de que o assento do poder nunca é completamente confortável. Ela está ciente de toda a dor que criou para todos”.

O que fica claro no pouco material cuidadosamente divulgado pela HBO é que Cersei não está disposta a negociar. Nem mesmo para se proteger do Inverno que chega.

Coroado Rei do Norte, Jon Snow é, na verdade, herdeiro dos Targaryen (foto/divulgação)

Sem muitos detalhes, HBO liberou sinopses dos três primeiros episódios. Confira:

Episódio 1: Dragonstone (estreia hoje). Sinopse: Jon Snow (Kit Harington) organiza a defesa do Norte. Cersei Lannister (Lena Headey) tenta igualar as suas chances. Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) chega em casa.

 Episódio 2: Stormborn (exibido dia 23/7). Sinopse: Daenerys Targaryen  (Emilia Clarke) recebe uma visita inesperada. Jon Snow (Kit Harington) enfrenta uma revolta. Tyrion Lannister (Peter Dinklage) planeja conquistar Westeros. 

 Episódio 3: The Queen's Justice (exibido dia 30/7). Sinopse: Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) organiza um tribunal. Cersei Lannister (Lena Headey) retorna um presente. Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau) aprende com os seus erros.