Suécia incentiva uso de fontes renováveis

Suécia incentiva uso de fontes renováveis

Na capital do país, Estocolmo, meta é que 50% da energia utilizada provenha de fontes limpas como as energias eólica e solar

A redução do consumo de energia é um dos objetivos do governo da Suécia, que implantou o conceito de SymbioCity em suas cidades. De acordo com a chefe de mercados emergentes do Instituto de Pesquisa Técnica da Suécia, Jessica Magnusson, o consumo já passou de 150kWh por ano para 118 kWh por ano. “Começamos com isso há 25 anos. Agora, queremos reduzir para menos do que 90 kWh”, disse a pesquisadora, durante sua palestra no 5º Fórum Agenda Bahia.

De acordo com ela, o país incentiva o uso de energias renováveis - como energia solar e eólica. Em Estocolmo, a meta é que 50% da energia utilizada seja limpa. E mesmo sem ter tanto sol disponível quanto no Brasil, os painéis solares são comuns na Suécia. “Nós utilizamos esse tipo de tecnologia nas casas passivas (que produzem sua própria energia), por exemplo”.

Hammarby Sjöstad, na Suécia: de região industrial à ecobairro (Foto: Divulgação)

Já em Freiburg, na Alemanha, o envolvimento da população é tão grande que um grupo de torcedores de futebol chegou a pagar pelos painéis solares de um estádio local, em 1995, segundo o gerente da Academia de Inovação de Freiburg, Steffen Ries. “Antes disso, a energia do estádio vinha da Rússia, com um gás. Mas, nesse caso, o futebol ajudou a criar consciência ambiental nas pessoas”.

Na cidade de Borás, que fica no oeste da Suécia, inclusive, os moradores tentam eliminar todos os resíduos fósseis. “Nós conseguimos reduzir a emissão de carbono em até 20%. Mas ainda é um grande desafio. Foram necessários muitos anos para mudar o pensamento das pessoas, para que elas entendessem a importância de cuidar do meio ambiente”, afirmou Jessica Magnusson.

Em Borás, apenas 1% do lixo produzido vai parar em aterros sanitários - a cidade conseguiu dar um destino diferente para o restante. “O resto é reciclado ou vira biocombustível”.

Novas tecnologias 

*Eletromobilidade. Além da ampla rede de transporte público, o país investe ultimamente na produção de carros, ônibus e barcos movidos a eletricidade, mais sustentáveis. Segundo Jessica, ajuda a criar sistema mais eficaz. “A cidade se torna também mais silenciosa”, disse.

*Comunicação local. A mídia deve ser uma aliada na divulgação de experiências sustentáveis, para a especialista sueca Jessica Magnusson. “Isso provoca discussões sobre como a sustentabilidade afeta as pessoas, o ambiente e a saúde das pessoas”, afirma.

*Sistemas móveis inovadores. Com as novas tecnologias e a facilidade para comprar smartphones, os suecos usam aplicativos que facilitam sua vida. “Nós podemos ver desde o nível do reservatório de água até o local onde os ônibus estão. Tudo para a vida diária”, explicou Jessica