Suspeitas de fraudes em seleção da CDA são alvo do MP

satélite
07.10.2017, 06:00:00

Suspeitas de fraudes em seleção da CDA são alvo do MP

Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

O Ministério Público estadual (MP) recebeu novas denúncias contra a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA). Desta vez, por suspeitas de fraudes na recente contratação de servidores por análise de currículo. Ao todo, são 12 casos nas mãos da promotora Rita Tourinho. A acusação, feita por um grupo de ex-funcionários, é que a seleção foi utilizada como cabide de emprego para aliados políticos da ala petista à qual faz parte a gestora da CDA, Renata Rossi. Entre os nomeados estão a esposa do suplente na Assembleia Mário Jacó (PT) e dois irmãos do deputado federal Valmir Assunção (PT), além de parentes de dirigentes que já estão no órgão, dizem os denunciantes. Eles atuaram como Reda por quatro anos e poderiam participar do processo de análise curricular, mas foram preteridos. “Mesmo com competência comprovada, eles ficaram nas últimas posições, e ainda treinaram os substitutos”, revela um interlocutor dos ex-funcionários. 

Na mira
O MP investiga também Renata Rossi por ter supostamente permitido grilagem de terras na região do Projeto Baixio de Irecê.

Réplica
Em nota, a CDA negou qualquer irregularidade na seleção. Disse que todas as etapas do processo para contratação de profissionais, incluindo os critérios de seleção e pontuação, foram amplamente divulgadas por meio de edital. Pontuou que durante o processo não houve contestação por parte dos candidatos e se colocou à disposição do MP para esclarecimentos. 

Barrado no baile
A vinda do ministro do Transporte, Maurício Quintella Lessa (PR), à Bahia, na próxima segunda, foi barrada pelo Palácio do Planalto. Ele participaria da assinatura da ordem de serviço da duplicação da BR-415, em Itabuna. A avaliação é que o governador Rui Costa (PT) capitalizou para si a obra. “O governo quis transformar uma festa federal em estadual”, confidenciou um interlocutor do Planalto. 

"Verdade é que Rui, do PT, está desesperado atrás de empréstimo porque corre risco de não pagar salário de servidores",  José Carlos Aleluia, deputado federal do DEM, em postagem no Twitter contra o governador do estado

Brecha no trilho
A ofensiva da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT),  sobre áreas de Salvador tem como pano de fundo a estação final da linha 2 do metrô, situada no território da capital. O interesse vai além da posse sobre o espaço. É que as linhas de financiamento e as isenções tributárias concedidas à CCR,  por meio de parceria público-privada, têm como premissa um sistema intermunicipal. Como todo o metrô está em Salvador, tomar parte para Lauro evita problemas futuros.

Bate-volta
O deputado estadual Eduardo Salles (PP) reagiu aos ataques do PDT, que o acusa de culpar o secretário da Agricultura, Vítor Bonfim, pelas invasões a fazendas. “Pelo contrário. Venho fazendo defesa veemente do secretário”, disse, sobre a nota publicada na edição de ontem.

Pílulas

Na onda  
O vereador Maurício Trindade (DEM) é mais um querendo pongar nos debates em torno da travessia Salvador-Mar Grande. Ele está colhendo assinaturas de usuários do serviço para entregar ao governador Rui Costa (PT). O objetivo é que o gestor libere linhas de crédito para que as concessionárias do sistema troquem as lanchas com mais de 50 anos por catamarãs. 

Em pauta 
Responsável pela defesa do presidente Michel Temer (PMDB) durante a denúncia contra ele no TSE, o advogado Gustavo Guedes vem a Salvador no próximo dia 20 para um debate sobre a reforma política. O evento, que será mediado pelo criminalista baiano Gamil Föppel, conta também com o professor Tiago Ayres, especialista em Direito Eleitoral.