Unidade de Saúde da Capelinha vai beneficiar 16 mil pessoas

salvador
03.01.2018, 12:07:28
Atualizado: 03.01.2018, 18:52:35

Unidade de Saúde da Capelinha vai beneficiar 16 mil pessoas

Climatizado, posto conta com quatro equipes de atenção básica à saúde

(Foto: Tailane Muniz/CORREIO)

Os moradores da Capelinha de São Caetano, em Salvador, iniciaram o ano com uma boa notícia. É que o prefeito ACM Neto inaugurou, na manhã desta quarta-feira (3), a Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro. Pelo menos 16 mil pessoas devem ser beneficiadas.

Com salas climatizadas, o posto está localizado ao lado da Escola Municipal Professor Antônio Carvalho Guedes, na Rua da Glória, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A unidade conta com quatro equipes de atenção básica à saúde - composta por médicos, dentistas, técnicos de saúde bucal, enfermeiros, além de agentes comunitários que realizarão visitas domiciliares diárias. Para o prefeito, a USF é uma realização.

"Hoje a gente realiza esse sonho da Capelinha. É uma glória inaugurar, no terceiro dia do ano, um posto de saúde da família. Neste distrito sanitário, quando chegamos, havia dez equipes de saúde da família. Vamos chegar ao final deste mês com 40 equipes trabalhando neste distrito", afirmou ACM Neto, acrescentando que após o fechamento do Posto de Saúde de São Caetano, moradores precisavam se deslocar até a UPA da Fazenda Grande, bairro vizinho.

Ainda segundo Neto, a inauguração da unidade era um desejo desde o início de sua gestão. "Em 2013, trouxe minha equipe de trabalho para fazer uma vistoria aqui no bairro e a comunidade revelou de um jeito muito claro, para mim, o desejo de ter um posto de saúde", lembrou, acrescentando que houve impasse na escolha do terreno.

A princípio, segundo Neto, a comunidade chegou a ser contra a construção no local, pois os moradores acreditavam que a escola seria extinta. "Foram duas opções que não deram certo, até que chegamos a este. É muito difícil para um gestor ter que escolher entre saúde e educação, pois são duas coisas igualmente indispensáveis. Então, as duas coisas precisavam coexistir", relatou o prefeito.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a cobertura de atenção básica em São Caetano e adjacências era de cerca de 13%. Atualmente, pelo menos 60% da localidade é coberta pela saúde básica. "Em cinco anos, a prefeitura reformou e construiu 205 pontos de atenção básica em Salvador. Em toda a cidade, havia apenas uma UPA. Hoje temos nove UPAs", afirmou o secretário de Saúde José Antônio Rodrigues Alves. O titular da SMS comentou, ainda, o processo de construção da USF. "É uma grande realização. Praticamente cortamos um morro para instalar esta unidade de saúde aqui", pontuou.

Hospital Municipal
Durante seu discurso, o prefeito ACM Neto afirmou que os planos da prefeitura é de que o primeiro Hospital Municipal de Salvador comece a atender a partir de 9 de março, quando a capital completa 469 anos. "Esperamos todo este tempo, a primeira capital do Brasil esperou todos esses anos, para ter o seu primeiro hospital próprio. Só temos motivos para comemorar", concluiu.