Música

La Fúria puxa trio no pós-carnaval da Boa Vista do Lobato

Este é o terceiro ano que a banda participa da festa, que acontece há quase quinze anos

Maria Landeiro (maria.landeiro@redebahia.com.br)
Atualizado em 12/03/2017 21:38:53

O Carnaval acabou há mais de uma semana, mas tem gente que ainda não quer se despedir da folia. Neste domingo (12), a banda La Fúria animou o pós-Carnaval no bairro de Boa Vista do Lobato, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. O evento acontece há 14 anos e há três a banda participa. “Nosso carnaval foi muito bom, estamos felizes com o crescimento da banda. Isso aqui é um mini Carnaval, na verdade. Estamos fechando com chave de ouro”, afirmou o vocalista Bruno Magnata.

Ao som do sucesso Oêêê, Bruno e Hiago Danadinho puxaram o bloco Boa Vista Total, que saiu às 14h. “A gente pode não ter ganhado como música do Carnaval, mas sabemos que, pela boca do povo, ela foi a grande vencedora”, disse Bruno. O vocalista conta que o Oêêê saiu de uma brincadeira que a banda fazia nos ônibus, quando estava a caminho dos shows. “Toda banda de pagode tem um bordão e eu precisava de um para me identificar e identificar a La Fúria, ai coloquei o Oêêê que já era brincadeira nossa”.

Para Hiago Danadinho, o clima era de despedida. Esta foi sua última apresentação na banda, já que, na próxima sexta-feira (17), ele lançada a carreira solo com apenas 13 anos de idade. “Eu entrei na banda meio brincando, foi meu pai que me colocou. Canto desde os sete anos, então o projeto da carreira solo é muito esperado. Só quero que dê muito certo”, disse ele. Hiago é filho do produtor Jorge Sacramento, criador da La Fúria, e responsável por outras revelações do pagode baiano, como a banda Black Style e seu vocalista Robissão.

No bloco, a operadora de caixa Ariadna Santos, 27 anos, curtia o som da banda. “Esse aqui é o bloco da favela, é pra ficar louca”, disse ela. “Eu fui na terça-feira de Carnaval para Avenida só pra ver La Fúria passar. Eles têm uma swingueira maravilhosa e tem oêêê”, completou ela, ao mesmo tempo que dançava a coreografia.

O casal Nilson Silva, 39, e Eliane Correia, 33, também estava aproveitando a festa. “Eu venho todo ano, independente de quem vai tocar. La Fúria tá estourada agora e, realmente, eles têm um swing danado”,  disse Nilson, que é morador do Lobato. Eliana mora em Belém, mas já conhece o Carnaval de Salvador. “Esse ano, eu não vim para o Carnaval, vim de Belém só para ver La Fúria hoje”, contou. “Eu gosto das músicas, ouço todas em casa, só não sei dançar”. Eliane e Nilson são casados há seis anos e vivem um casamento à distância.

Há quem diga até que o pós-Carnaval da Boa Vista do Lobato é melhor que o Carnaval tradicional. “Aqui é melhor porque todo mundo se conhece, estamos em casa, e tem muito menos violência”, disse a estudante Manuele Barreto, 18. Este é o quarto ano que ela vai para festa, mas o primeiro que sai no bloco da La Fúria. “O que eles têm de bom é a baixaria, disso todo mundo gosta. É o tipo de coisa que só dá para escutar na rua, em casa não”.

  • (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO)
  • (Evandro Veiga/CORREIO ) (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO ) (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO ) (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO ) (Evandro Veiga/CORREIO )
  • (Evandro Veiga/CORREIO) (Evandro Veiga/CORREIO)

publicidade
Relacionadas

Salvador

Trânsito em Salvador
-- ºC
-- ºC

    Tábua de Marés

  • Baixa00h09
  • Alta06h36
  • Baixa12h47
  • Alta19h09

Assine o Correio 71 3533-3030

Fale com a Redação 71 3535-0330
Classificados Acheaqui71 3535-3035
Publicidade
71 3203-1812
Rua Aristides Novis, 123, Federação.
CEP: 40210-630 - Salvador, Bahia, Brasil.