400 mil membros: maior rede de pedofilia do mundo é desmantelada na Alemanha

mundo
03.05.2021, 13:12:28
(Foto: Shutterstock)

400 mil membros: maior rede de pedofilia do mundo é desmantelada na Alemanha

Grupo funcionava na DarkWeb

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A polícia judiriária alemã anunciou nesta segunda-feira (3) que foi desmantelda a Boystown, uma das maiores redes de pornografia infantil do mundo. Com mais de 400 mil membros, o portal funcionava na DarkWeb.

DarkWeb é uma parte da internet que só é possível acessar através de determinados programas. Tudo que é postado lá é mais difícil de rastrear, tornando possível a prática de diversos crimes.

Até agora 3 homens foram presos por conta da Boystown, informa o site inglês Daily Mail. A rede foi criada em 2019.

Um homem de 40 anos de Paderborn, outro de 49 de Munique, e outro de 58 do norte da Alemanha que mora no Paraguai há vários anos. Os suspeitos foram detidos após terem sido realizadas várias buscas em residências na Renânia do Norte, na Baviera e em Hamburgo.

A plataforma tinha alcance internacional e servia para troca de pornografia de menores entre os seus membros”, principalmente fotos ou vídeos de abusos perpetrados contra meninos.

Os detidos tratavam da gestão da rede e eram responsáveis por “monitorizar os clientes”, acrescentaram as autoridades, segundo revela a SIC. Um quarto elemento, um homem de 64 anos, é um dos usuários mais ativos, com mais de 3,5 mil posts.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas