A homenagem de artistas brasileiros que moram no exterior a Daniela Mercury

entretenimento
10.04.2021, 05:47:00
(Foto: Acervo Pessoal)

A homenagem de artistas brasileiros que moram no exterior a Daniela Mercury

Baiana recebeu o Lifetime Achievement & Performance Awards na premiação do Brazilian Press Awards realizado na Flórida, nos EUA, ao lado de Tony Ramos em 2015

No inicio de 2015, recebi uma ligação de Fort Lauderdale, na Flórida, de meu amigo Carlos Borges, jornalista baiano que mora há mais de 35 anos nos Estados Unidos. Ele queria que eu falasse com Daniela Mercury sobre a homenagem que ela receberia no mês de maio na décima oitava edição do Brazilian Internacional Press Awards que seria realizada em maio daquele ano. O Brazilian Internacional Press Awards é uma realização da Focus Brasil Foudation, presidida por Carlos Borges, e tem o apoio da TV Globo Internacional.

Imediatamente liguei para Malu Verçosa Mercury, mulher e empresária de Daniela. Ela conversou com a artista, que respondeu positivamente, aceitando o convite. Afinal, Daniela, pouca gente sabe, chegou a apresentar um programa musical na TV Aratu com o também cantor Netinho, com direção do próprio Carlos Borges antes dele ir morar de vez nos EUA.

Tudo acertado no inicio de Maio, Daniela e Malu embarcaram para  Florida, mas ficaram hospedadas em Miami que fica 30 minuto distante de Fort Lauderdade onde seria realizada o evento. As duas que tinham se casado em 2013 aproveitaram bastante a temporada no Leste dos Estados Unidos antes de comparecer aos ensaios e a cerimônia.

Daniela exibe o Lifetime Achievement & Performance Awards (Divulgação)

O curioso é que quando fez o convite e para deixá-la à vontade, Carlos Borges explicou que ela receberia o prêmio e seria homenageada por artistas brasileiros que moram em vários países (muitos baianos) como Rafael Pondé e Davi Zew´s (Japão) Rafael Pondé e Fernanda Noronha (EUA). Não precisaria cantar, ate porque só vaiajaram ela e Malu. Mas para surpresa, qundo foi ao ensaio conhecer os artistas que iriam homenageá-la, Daniela se empolgou tanto que terminou fazendo um show. Coisas de uma Rainha. Como lembra o idealizador da Homenagem, Carlos Borges:

“Desde quando nós fechamos com Daniela a participação dela no evento de 2015, premiando os 23 anos de carreira internacional dela, tínhamos a ideia de homenagea-la Através de vários cantores brasileiros radicados no exterior, cantando os maiores sucessos do furacão baiano. Aí reunimos Fernando Noronha da Geórgia, David Zews, Do Japão, Eduardo Mendonça de Seattle, Joana Nova Iorque, de New York, Rodrigo Costa de Newark e Rafael Pondé, que na época estava vivendo em Philadelphia. Foi tudo muito bonito. Quatro desses artistas são baianos. E ainda tivemos a participação especial do BRAZZDANCE, Grupo do coreógrafo baiano Augusto Solidade.

Da esquerda para a direita: Rose Max, Joanna Nova Iorque, Débora Brum e Márcio Mendes (Divugação)

Eu estava lá cobrindo o evento para o CORREIO. Com o Amaturo Theater do Broward Center for the Performing Arts,  em Fort Lauderdale (Flórida/EUA) ocupado em seus 600 lugares, a festa de premiação da décima oitava edição do  Brazilian Internacional Press Awards terminou na noite de sábado (9) em ritmo de festa comandada pela cantora Daniela Mercury. Além de sucessos como Pérola Negra e a mais recente  Rainha Má,  a baiana surpreendeu a todos na abertura de sua apresentação cantando Sonho Impossivel (Impossible Dream) e terminando com o Hino Nacional, acompanhada por Tony Ramos e todos os artistas prêmiados e que também lhe renderam homenagem.

Ao lado do ator Tony Ramos, também homenageado pelos seus 50 anos de carreira, Daniela recebeu o Lifetime Achievement & Performance Awards. Um prêmio justo para ambos pelo que eles representam em suas respectivas profissões.

Tony teve um video exibido mostrando um resumo de sua brilhante carreira, principalmente na Rede Globo. Daniela foi homenageada por 13 artistas que cantaram músicas por ela gravadas. Entre os muitos que a homenagearam estavam quatro baianos: Rafael Pondé que cantou Minas com Bahia; Fernada Noronha que mora na Georgia (Atlanta/EUA) atacou de Dona Canô chamou; Davi Zew´s, que mora em Tóquio (Japão), trouxe Sou de Qualquer lugar, do disco pop de Daniela, e Eduardo Mendonça que mora em Seattle (Washington/EUA) cantou o Nobre Vagabundo (Márcio Melo).

 

A noite também contou com a participação especial da paraibana e quase baiana já, Lucy Alves que recebeu o Brazilian Press Awards como o melhor show em turnê brasileira nos Estados Unidos. Lucy que canta e toca bem foi uma das finalistas do The Voice Brasil em 2013 e, desde então, passou a ser conhecida e admirada onde quer que se apresente. Com direito a elogios públicos de Daniela Mercury.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas