'Acho que o resultado acabou sendo justo', diz Barroca após 0x0

e.c. vitória
20.11.2020, 20:32:00
Atualizado: 20.11.2020, 20:32:50
"Foi um jogo que tivemos dificuldade na criação", comentou Barroca (Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

'Acho que o resultado acabou sendo justo', diz Barroca após 0x0

Técnico admitiu dificuldade na criação do Vitória, que empatou sem gols com a Ponte Preta no Barradão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória não conseguiu levar muito perigo ao gol da Ponte Preta e saiu do Barradão com o empate em 0x0, na sexta-feira (20), pela 22ª rodada da Série B. O resultado impediu o Leão de embalar, pela primeira vez na competição, dois triunfos seguidos.

Após a partida, o técnico Eduardo Barroca avaliou o desempenho rubro-negro e disse acreditar que, diante do que as equipes apresentaram, o placar foi justo.

"Nas finalizações, a gente teve algumas oportunidades. Primeiro tempo, tivemos chutes de fora, finalizamos mais que a Ponte Preta, tivemos mais posse de bola. Mas acho que o resultado acabou sendo justo pela forma como o jogo se desenhou", falou.

O empate manteve o Vitória próximo da zona de rebaixamento, a cinco pontos do Náutico, que ainda joga na rodada. Barroca lamentou a chance desperdiçada de ganhar duas vezes seguidas no Barradão e, consequentemente, de dar um salto na tabela.

"Não tem ninguém satisfeito com nosso momento. Dentro de casa, a gente tinha necessidade de vencer, ficamos frustrados. Mas cabe à gente ter racionalidade para tentar encontrar as soluções e fazer desse processo de evolução algo que a gente consiga colocar em prática".

O técnico ainda admitiu que o Vitória teve dificuldade em criar oportunidade de gols. 

"A gente veio de um jogo muito bom, contra o Figueirense, onde conseguiu criar, fazer os gols e não sofrer defensivamente. Hoje foi um jogo que tivemos dificuldade na criação. A Ponte Preta foi uma equipe que jogou muito bem organizada defensivamente. Não nos deu muito espaço nas costas. Foi difícil para a gente chegar no terço final de uma forma mais clara, para infiltrar nas costas, para cruzar com espaço", comentou.

"Primeiro tempo, a gente também não fez um bom jogo individualmente. Errou muito passe em zona de definição, e isso nos prejudicou um pouco. Achei que melhoramos bastante no segundo tempo, nossa atitude, energia. Criamos algumas oportunidades, tivemos o escanteio do Frizzo, que bateu na trave. Tivemos a oportunidade com Léo, a bola que o goleiro salvou do Viçosa. Mas, mesmo assim, insuficiente para a gente sair com a vitória", continuou.

Apesar do Leão ter deixado a desejar em termos ofensivos, Barroca fez questão de ressaltar os pontos positivos da equipe, que não sofreu gols em três dos últimos quatro jogos.

"Os jogadores estão lutando, tentando, se esforçando. E a gente está trabalhando em busca dessas duas vitórias consecutivas. Eu preciso exaltar os pontos positivos. Nos últimos quatro jogos, três passamos sem sofrer gols. Acho que Wallace e Maurício deram liga como dupla. Então a gente precisa continuar evoluindo, pela nossa necessidade da competição".

Com o empate, o Vitória chegou aos 25 pontos e ocupa a 15ª posição da Série B. O Leão volta a entrar em campo na quarta-feira (25), às 19h, quando enfrenta o Náutico nos Aflitos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas