Alunos de escolas municipais vão receber atividades impressas semanais

coronavírus
27.04.2020, 14:56:47
Atualizado: 27.04.2020, 22:03:14

Alunos de escolas municipais vão receber atividades impressas semanais

Material com respostas será incluso em portfólio do estudante

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Alunos das escolas da rede pública municipal de Salvador recebem, a partir desta segunda-feira (27), atividades semanais. O material será impresso e entregue aos estudantes do Ensino Fundamental I e dos anos iniciais da Educação de Jovens e Adultos (EJA). A iniciativa foi tomada pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), visando aproximar os estudantes durante o período de suspensão das aulas e de isolamento social.

De acordo com informações da prefeitura, semanalmente será divulgado no portal da Smed um conjunto com cinco atividades, abrangendo as disciplinas Língua Portuguesa, História, Geografia e Ciências. Todas as escolas terão acesso e farão a impressão e entrega desses exercícios, juntamente com um lápis e borracha para as famílias dos alunos. Após resolução das questões, a partir da pesquisa nos livros da rede que já foram distribuídos ou em meio digital, os familiares deverão entregar as atividades na escola e pegar um novo material.

“Será uma atividade para cada dia da semana. Hoje já pretendemos disponibilizar no portal o primeiro bloco. Algumas atividades já haviam sido entregues por iniciativa de algumas instituições, mas a partir de agora elas passam a ser homogêneas e obrigatórias em todas as escolas. São materiais que estão de acordo com os nossos referenciais curriculares e com os livros da rede”, explica Edna Rodrigues, gerente de Currículo da Diretoria Pedagógica da Smed.  


Para receber o material, os pais e responsáveis pelos alunos deverão tomar todos os cuidados estabelecidos em decreto municipal, como a utilização de máscaras e distanciamento. Os gestores da escola, responsável pela entrega, também deverão fazer a correta higienização das mãos e utilizar máscaras.

Depois de devolvidas, as atividades do estudante serão colocadas em um classificador e servirão de portfólio e como diagnóstico para a continuidade do ano escolar. Essa será uma forma de dar continuidade ao aprendizado e também de se preparar para a avaliação externa Prova Salvador (Prosa).

Para a mãe do aluno João Vitor que cursa o 6º ano na Escola Municipal de Periperi, Jeysa da Silva Araújo, isso vai ajudar bastante a manter a rotina escolar nesse momento de pandemia. “Gostei muito da novidade. Vai facilitar os estudos nesse período de isolamento social. Penso que esse tipo de ferramenta também é uma preparação para o futuro. Muitas empresas tem treinamento a distância”, pontua.

Vice-diretora e coordenadora da instituição de ensino localizado no subúrbio, Celeste Oliveira destaca que o grande ganho está na disposição dos pais em acompanhar os alunos durante as atividades.  “Não fazemos nada sozinhos, tudo é feito em equipe. Já tinhamos começado um trabalho com essas famílias via redes sociais. Qualquer projeto só pode dar certo na medida que as pessoas se sentem engajadas. Aqui na escola, esse engajamento tem sido muito bom desde o inicio da quarentena. É essencial que os pais participem, que deem o feedback”, afirma.   

Anos iniciais
Para os alunos dos anos iniciais, com idade entre 2 e 5 anos, serão divulgados cards e vídeos curtos de até cinco minutos, com orientação para que as famílias desenvolvam atividades lúdicas em casa, a exemplo de brincadeiras e contação de estória. Os vídeos serão divulgados no canal da Smed no YouTube e também no site educacao.salvador.ba.gov.br . Alguns vídeos serão gravados por docentes e outros terão orientações sobre como inserir ensinamentos em atividades do dia a dia.

“O objetivo das atividades é aproximar a criança desse ambiente escolar. A criança não está de férias, está em um período em que é necessário ficar em casa e ela precisa, através dos livros, de contação de estória e demais atividades educativas online e gratuitas, dar continuidade ao processo de aprendizagem. Tudo isso fará com que o aluno não se afaste do mundo das letras e do ambiente de aprendizagem”, acrescenta a gerente de Currículo da Diretoria Pedagógica da Smed, Edna Rodrigues.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas