Amanda Nunes vence Felicia Spencer no UFC 250 e mantém cinturão

esportes
07.06.2020, 09:53:00
Atualizado: 07.06.2020, 09:55:00
(AFP)

Amanda Nunes vence Felicia Spencer no UFC 250 e mantém cinturão

Sem perder desde 2014, Leoa se tornou primeira atleta (entre homens e mulheres) a defender títulos de duas categorias simultaneamente

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cinturão dos penas segue em posse de uma baiana. Na luta principal do UFC 250, neste sábado (6), em Las Vegas (EUA), Amanda Nunes brilhou contra Felicia Spencer e venceu por decisão unânime (50-44, 50-44 e 50-45). A Leoa dominou o duelo e, de quebra, se consagrou a primeira atleta (entre homens e mulheres) a defender títulos de duas categorias simultaneamente, já que ela também é a campeã do peso-galo.

Com a vitória diante de Spencer, a baiana chegou a sua 11ª vitória consecutiva e se mantém invicta desde 2014. Já a rival perde pela segunda vez em 10 anos - a primeira derrota foi para Cris Cyborg.

Na luta, Spencer preferiu ficar na defensiva e encurtou distância ao máximo. Quando surgiu a oportunidade, teve a primeira investida, mas Amanda conseguiu se desvencilhar e partiu para cima. Não demorou para um dos socos certeiros dados pela baiana provocar um ferimento apareceu no supercílio da canadense.

 Depois de dois rounds tranquilos e sem assumir riscos, Amanda entrou no terceiro round mais agressiva e acertou o rosto da canadense. No quarto, manteve o ritmo e aplicou uma sequência avassaladora que chegou a derrubar Spencer. A baiana chegou a encaixar o mata-leão, mas o cronômetro zerou antes que a canadense fosse finalizada.

UFC 250 - 6 de junho de 2020, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL:

Amanda Nunes venceu Felicia Spencer por decisão unânime (50-44, 50-44 e 50-45)
Cody Garbrandt venceu Raphael Assunção por nocaute aos 4m59s do R2
Aljamain Sterling venceu Cory Sandhagen por finalização a 1m28s do R1
Neil Magny venceu Anthony Rocco Martin por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Sean O'Malley venceu Eddie Wineland por nocaute a 1m54s do R1

CARD PRELIMINAR:
Alex Caceres venceu Chase Hooper por decisão unânime (triplo 30-27)
Ian Heinisch venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico a 1m14s do R1
Cody Stamann venceu Brian Kelleher por decisão unânime (triplo 30-27)
Maki Pitolo venceu Charles Byrd por nocaute técnico a 1m10s do R2
Alex Perez venceu Jussier Formiga por nocaute técnico aos 4m06s do R1
Devin Clark venceu Alonzo Menifield por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Herbert Burns venceu Evan Dunham por finalização a 1m20s do R1

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas