Amarok tem motor recalibrado para render até 272 cv

autos & etc
31.10.2020, 11:00:00
Atualizado: 31.10.2020, 12:11:10

Amarok tem motor recalibrado para render até 272 cv

Picape média da Volkswagen é a mais potente do Brasil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Desde 2010 no mercado brasileiro, a Amarok nunca brigou pelas primeiras posições. Um dos motivos é que só oferece motorização diesel. Mas a Volkswagen achou um caminho para sua picape em 2018 quando introduziu um motor V6 de 3 litros.

A linha 2021 da Amarok V6 custa a partir de R$ 243.290
A linha 2021 da Amarok V6 custa a partir de R$ 243.290 (Fotos: divulgação)
A cabine do utilitário da VW não teve alterações
A cabine do utilitário da VW não teve alterações
A capacidade de carga é de até  1.156 kg
A capacidade de carga é de até 1.156 kg

Agora o propulsor foi recalibrado, o que aumentou sua potência em 15%. Passou de 225 cv para 258 cv entregues entre 3.250 rpm e 4 mil rpm. O torque também cresceu, foi de 56,1 kgfm para 59,1 kgfm, esta força está totalmente à disposição do motorista entre 1.400 rpm e 3 mil rpm. O overboost, que segue sendo acionado por até 10 segundos entre 50 e 120 km/h quando o acelerador é totalmente pressionado, vai a 272 cv.

A transmissão automática de oito marchas, que também passou por uma recalibração, é associada ao revigorado motor turbodiesel. A tração é integral e os freios traseiros são a disco, uma exclusividade na categoria. Custa R$ 243.290.

A NOVA APOSTA DA PEUGEOT
Depois do fracasso da Hoogar, produzida no Brasil entre 2010 e 2014, a Peugeot se prepara para voltar ao segmento de picapes. Dessa vez a marca francesa irá apostar em um utilitário médio com a Landtrek, fruto de uma parceria com a chinesa Changam, que produz a Kaicene F70. Concorrente de modelos como Chevrolet S10 e Ford Ranger, a picape será apresentada dia 24 de novembro.

O lançamento na região começará pelo México, em seguida desembarcando no Equador, Guatemala, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai. O Brasil fica para a segunda fase do lançamento, marcada para o ano que vem, junto com Argentina e Chile.

A Peugeot desenvolveu uma picape em conjunto com a chinesa Chagam

SEDÃ RENOVADO
A Nissan começou a comercializar o Versa 2021 no mercado brasileiro esta semana. A versão mais barata do sedã, que é importado do México, é a Sense com câmbio manual, que custa R$ 72.990. Para levar a transmissão automática, que é de série nas demais versões, é preciso desembolsar mais R$ 5 mil. A opção seguinte é a Advance, oferecida por R$ 83.490. A configuração mais completa é a Exclusive, como a do veículo das fotos, que custa R$ 92.990.

Assista ao vídeo e confira a avaliação do Nissan Versa 2021

PARCERIA ESTRATÉGICA
A Mercedes-Benz anunciou que aumentará sua participação acionária na Aston Martin dos atuais 2,6% para até 20% nos próximos três anos. A transação avaliada em 286 milhões de libras esterlinas, que equivale a R$ 2,09 bilhões, é pagamento pela transferência de tecnologia do grupo alemão, incluindo a próxima geração de motores híbridos e elétricos, para uso pela fabricante britânica de esportivos.

Como parte da parceria, a Mercedes receberá novas ações da Aston Martin, que segundo a própria companhia alemã não aumentará sua participação além dos 20%. As novas ações serão emitidas em várias partes até 2023, vinculadas ao lançamento de pacotes de tecnologia.

A alemã Mercedes ampliou sua participação na britânica Aston Martin

CAMINHÃO POR ASSINATURA
A LM Frotas está operando desde agosto um novo serviço, o de assinatura de caminhões. O sistema de locação, que inclui manutenções e seguro, custa a partir de R$ 2.547 por mês. A vantagem é que a empresa ou o motorista autônomo não precisa imobilizar capital e/ou crédito. No entanto, o contrato mínimo da assinatura é de 36 meses. É possível fazer simulações e conhecer os utilitários disponíveis em www.assinetrucklm.com.br.

DUAS DÉCADAS SOB NOVA DIREÇÃO
Há 20 anos, a MINI, a tradicional fabricante de automóveis britânica, era relançada no Salão do Automóvel de Paris e apresentada pela primeira vez como marca integrante do BMW Group. Essa história de sucesso teve início com a apresentação dos modelos MINI One e MINI Cooper, um sucessor do Mini clássico.

A tradicional MINI está comemorando 20 anos sob o comando da BMW

O PODEROSO BOLIDE
A Bugatti quer manter a supremacia entre os supercarros e começou a divulgar informações sobre seu novo modelo, o Bolide. O veículo foi desenvolvido ao redor do motor W16 de 8 litros que entrega 1.850 cv de potência e 188,6 kgfm de torque.

Com apenas 1.240 kg, o superesportivo tem uma fantástica relação peso-potência de 0,67 kg/cv. Dados da Bugatti indicam ainda velocidade máxima superior a 500 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h em 2,17 segundos, de 0 a 300 km/h em 7,37 segundos e de 0 a 500 km/h em 20,16 segundos.

Novo superesportivo da francesa Bugatti tem 1.850 cv de potência

METAS CHINESAS
Maior mercado automotivo do mundo, a China deverá proibir a venda de veículos a combustão a partir de 2035. A expectativa é que até 2030, 75% dos carros a gasolina terão que ser híbridos e que, até 2035, esse percentual chegue aos 100%. Assim, daqui a 15 anos seriam comercializados apenas híbridos e elétricos no país.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas