Amigo de Jorge Jesus morre vítima de coronavírus em Portugal

esportes
16.03.2020, 15:58:00
Atualizado: 16.03.2020, 16:02:44
Mário Veríssimo tinha 80 anos (Foto: Reprodução)

Amigo de Jorge Jesus morre vítima de coronavírus em Portugal

Mário Veríssimo foi a primeira vítima fatal do vírus no país europeu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Portugal teve o seu primeiro caso de vítima fatal por conta do coronavírus confirmado nesta segunda-feira (16). Trata-se de Mário Veríssimo, massagista que trabalhou com o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, ao longo da carreira do comandante português. A informação é do jornal "A Bola", de Portugual.

O caso foi confirmado pela Ministra da Saúde de Portugal, Marta Temido. Mário Veríssimo fazia parte do grupo de risco porque tinha 80 anos. Ele estava internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, com problemas pulmonares.

Segundo o boletim divulgado pela Direção-Geral de Saúde (DGS) lusitana, o número de casos de coronavírus em Portugal subiu para 331. 86 casos foram confirmados somente no último domingo (15). Ainda há 374 casos suspeitos aguardando resultados e três pessoas já se recuperaram.

Ainda de acordo com o boletim da DGS, a capital Lisboa e o Vale do Tejo são as regiões mais infectadas, totalizando 142 pessoas.

Mário Veríssimo era massagista e trabalhou com Jorge Jesus nos tempos de Estrela Amadora (Foto: Reprodução)

No último sábado, após a vitória do Flamengo por 2x1 sobre a Portuguesa pelo Campeonato Carioca, Jorge Jesus chegou a se confundir afirmando ao canal ofical do Flamengo que tinha um amigo por conta do coronavírus. Mais tarde, publicou nota se corrigindo e pediu orações a Mário.

Clique aqui para ver a cobertura completa do CORREIO sobre o coronavírus

Na ocasião, Jesus já tinha se mostrado contrário à manutenção dos jogos de futebol enquanto a pandemia assola o planeta. Somente nesta segunda-feira (16), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) confirmou a paralisação do campeonato estadual.

"Isso não é uma brincadeira. Eu não tinha a sensibilidade do que era isso. Hoje estou percebendo. É preciso pensar aqui no Brasil que não é só nos outros países. É um vírus que aparece facilmente em todo lado. Isso mexeu com a equipe sentimentalmente. O fato de hoje não estar a torcida também mexeu. Acho que isso vai ter que parar. A próxima rodada, eu penso, que não pode haver jogos do Estadual. A gente tem que defender os jogadores, não são super-homens", disse Jorge Jesus.

Há suspeitas de contágio dentro do próprio departamento de futebol do Flamengo. O clube ainda aguarda os resultados dos exames. Dirigentes como o presidente Rodolfo Landim, o diretor executivo, Bruno Spindel, e o vice de futebol, Marcos Braz, já também realizaram o teste - todas deram negativo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048