Anderson Talisca lança campanha 'mascarado do bem'

esportes
20.04.2020, 09:47:00
Atualizado: 21.04.2020, 23:00:03
Anderson Talisca vai distribuir máscaras com o escudo do Olímpia a instituições de caridade (Divulgação)

Anderson Talisca lança campanha 'mascarado do bem'

Iniciativa do Olímpia, clube fundado pelo jogador, tem o objetivo de doar máscaras para instituições de caridade

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O meia-atacante baiano Anderson Talisca lançou nesta segunda-feira (20) uma campanha para ajudar no combate ao novo coronavírus. Nomeada de “Mascarado do Bem”, a ação visa mobilizar atletas, clubes e empresários do futebol a doarem máscaras a instituições de caridade.  

Talisca investiu R$ 5 mil para doar 1.500 máscaras a instituições filantrópicas e de caridade que têm como público-alvo pessoas que fazem parte do grupo de risco da Covid-19. O equipamento de segurança será personalizado com o escudo do Olímpia, clube baiano fundado pelo jogador em 2016, que disputa a segunda divisão do estadual.

“A ideia é fazer com que nós atletas, outros clubes e empresários do nosso país também entrem nessa rede solidária e produzam máscaras personalizadas com o escudo do time, para serem doadas e utilizadas por pessoas carentes, assim como os torcedores vestem as camisas no dia a dia. Só que, neste caso, as máscaras serão utilizadas como um artigo de proteção que carrega não só amor pelo clube, mas pela vida”, afirmou Talisca, que nasceu em Feira de Santana, foi revelado pelo Bahia e atualmente é jogador do Guangzhou Evergrande, da China.  

“O termo ‘mascarado’ é usado no futebol para definir uma característica negativa num atleta. Muitas pessoas usam a terminologia no dia a dia em outras aplicações, mas sempre de uma forma ruim. Só que, agora, quando se fala em máscara, é positivo. Com certeza, os atletas e quem mais aderir à campanha vão se sentir orgulhosos em serem chamados de mascarados, mas, nesse caso, do bem”, explica o diretor de Comunicação e Mercado do Olímpia, Jiovani Soeiro.

As máscaras com escudo do Olímpia já foram produzidas. A distribuição foi iniciada nesta segunda-feira, em Lauro de Freitas. Qualquer pessoa ou empresa pode participar da campanha “Mascarado do Bem” através de plataforma de arrecadação online de verba, que está disponível por 30 dias. Basta clicar aqui.

Todo valor arrecadado será utilizado para a compra de mais máscaras para doação, sem personalização, o que barateia a produção.

Talisca está no Brasil desde fevereiro, quando foi liberado pelo clube chinês após a pré-temporada em Dubai por causa do novo coronavírus. A Super Liga Chinesa, primeira divisão do futebol nacional, está suspensa por tempo indeterminado devido a pandemia iniciada no país asiático. 

Atualmente, a China está com a Covid-19 sob maior controle e, com o objetivo de evitar o retorno do contágio comunitário, o país fechou suas fronteiras do dia 27 para 28 de março. Nenhum estrangeiro pode entrar na China, mesmo que tenha visto de trabalho ou residência fixa no país. A medida é por tempo indeterminado. Talisca não conseguiu voltar à China a tempo e segue na Bahia aprimorando a forma física na casa que mantém em Lauro de Freitas. 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas