André e George perdem, e Brasil fica sem vaga no Pré-Olímpico

esportes
21.09.2019, 17:58:00
Brasileiros André e George foram derrotados por dupla da Letônia (FIVB/Divulgação)

André e George perdem, e Brasil fica sem vaga no Pré-Olímpico

País terá outras chances em 2020

O vôlei de praia do Brasil ficou sem vagas para os Jogos de Tóquio-2020, no Japão, através do Pré-Olímpico da modalidade, que está sendo realizado nesta semana na cidade de Hiayang, na China. Depois da eliminação de Ângela e Carol Horta na segunda fase da chave feminina, neste sábado foi a vez de André e George caírem na terceira fase da competição masculina.

Os dois brasileiros chegaram ao último dia da disputa entre os homens em terceiro lugar no Grupo J e dependiam de si para avançarem à decisão. No entanto acabaram superados pelos letões Plavins e Tocs por 2 sets a 0, com parciais de 21/17 e 21/16, e não conseguiram a classificação.

A chave masculina foi encerrada neste sábado com a Letônia e a Itália garantindo as vagas disponíveis na disputa. Na feminina, uma das vagas será disputada por Liliana/Elsa (Espanha) e Ittlinger/Laboureur (Alemanha), enquanto que a outra ficará com a vencedora do confronto entre Graudina/Kravcenoka (Letônia) e Slukova/Hermannova (República Checa).

Agora o Brasil segue em busca de garantir as vagas olímpicas pelo ranking mundial, que classificará os 15 primeiros em cada naipe conforme o ranking do dia 15 de junho de 2020. E ainda há uma vaga para cada gênero disponível por meio do Continental Cup, que terá a fase final também no próximo ano. O Pré-Olímpico em Haiyang não tem premiação em dinheiro e nem dá pontos no ranking mundial.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas