André Jardine elogia postura de seleção olímpica após amistoso

esportes
06.09.2019, 14:47:00
Atualizado: 06.09.2019, 14:49:07
André Jardine é técnico do time sub-20 (Foto: Fernando Torres/CBF)

André Jardine elogia postura de seleção olímpica após amistoso

Comandante afirmou que pretende testar todos os convocados para série de amistosos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em sua preparação para a disputa do Pré-Olímpico, que será realizado em janeiro e dará duas vagas para os Jogos de Tóquio-2020, no Japão, a seleção brasileira sub-23 derrotou a Colômbia por 2 a 0, em amistoso na última quinta-feira (6), no estádio do Pacaembu, em São Paulo, e enfrentará o Chile no mesmo local na segunda (9), às 20 horas. Técnico da equipe, André Jardine destacou a atitude dos jogadores nesta semana de treinamentos e jogos.

O comandante da seleção quer aproveitar cada oportunidade de testar os jogadores que podem representar o Brasil no torneio que será jogado na Colômbia. 

"É ver como eles encaram o jogo, como é para eles a sensação de vestir a camisa da seleção, como lidam com a parte emocional. Não são todos que reagem de forma positiva. Não é uma promessa, mas faremos toda força para colocar, pelo menos em algum momento do jogo, todos os jogadores que estão aqui neste elenco", destacou.

Mesmo com o gramado prejudicado por conta da chuva, Jardine elogiou bastante a forma como o time se portou em campo, especialmente no primeiro tempo, quando conseguiu os dois gols da vitória - com o meia Pedrinho, do Corinthians, e o atacante Matheus Cunha, do RB Leipzig - depois de exercer uma marcação mais forte na saída de bola colombiana.

"Valorizei muito isso já no intervalo. A gente trabalhou diversas situações ofensivas nos dois treinos. Tivemos muito foco na questão tática, nos caminhos que temos para construir nossos gols. Mas muitas vezes os jogos vão ser resolvidos pela atitude, na base da agressividade. Hoje [quinta-feira] foi um exemplo. Tivemos em Toulon uma equipe que construía seus próprios gols, com padrão. Os dois treinos cobraram sua conta no jogo, mas, quando é assim, geralmente a atitude acaba tendo que compensar. E eles estão de parabéns pela postura que tiveram", afirmou o treinador.

O volante Douglas Luiz, capitão do time brasileiro, ressaltou que se seleção jogar como neste amistoso contra a Colômbia, já mostrou que está muito preparada para o Pré-Olímpico. 

"Temos que trabalhar forte. Nosso objetivo é se classificar e o caminho é esse. Isso é bom para a gente. São equipes fortes, que vão estar ali para brigar. Foi um jogo difícil, com campo molhado, a bola espirrando. Mas sabemos que (no Pré-Olímpico) todos os confrontos serão difíceis", disse.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas