Antes de show no sábado (4), Ferrugem conta curiosidades em entrevista no Fuzuê

entretenimento
03.08.2018, 14:50:00
Atualizado: 03.08.2018, 14:52:41
Cantor da banda Imaginasamba também participou do evento (Foto: Vanessa Brunt/CORREIO)

Antes de show no sábado (4), Ferrugem conta curiosidades em entrevista no Fuzuê

Confira também dicas de séries e músicas deixadas pelo cantor para o CORREIO

O cantor carioca Ferrugem está em solo soteropolitano para a gravação do seu mais novo DVD, que acontece com um show especial, na Arena Fonte Nova, neste sábado (4), a partir das 18h. E, para adiantar curiosidades sobre a apresentação e sobre a própria carreira, o artista participou do programa Fuzuê, da Bahia FM, na tarde desta sexta-feira (3). O programa ainda contou com participação da banda Imaginasamba, cuja o vocalista, Suel, é um dos melhores amigos do anfitrião do show.

Sucesso do pagode romântico, Ferrugem ainda irá receber no palco, além da banda Imaginasamba, os cantores Péricles e Vitinho. “Estou passeando em Salvador e me apaixonando cada vez mais. Geralmente vou nas cidades na maior correria, faço show e vou embora. Mas aqui não teve jeito, tive que arranjar mais tempo, porque não tem como não querer ficar”, começou a declarar o cantor, que não esconde a ansiedade e o carinho pelo povo baiano. Ao cantar a música Três Palavras, por exemplo, o artista brincou após o trecho que diz ‘volta pra casa’: “Já tô em casa Salvador, vocês sabem”, disse.

Em um papo intimista, o cantor falou sobre a namorada e a amizade com Suel. “Namoro há anos com ela, moramos juntos e estamos felizes dividindo as contas. É saudável e ainda temos muito a construir. Não vejo ainda como casamento só por estarmos no mesmo teto”, contou. Suel, que também mora com a namorada há mais de um ano, brincou: “Eu e o Ferrugem moramos juntos há anos, estamos felizes dividindo as contas...”, fazendo com que ambos caíssem nos risos.

Resultado de imagem para capa dvd ferrugem

O artista declarou que uma das suas inspirações é o cantor internacional Bruno Marz, que foi base, inclusive, para a roupa rosa: escolhida para a capa do novo DVD (de Ferrugem)
(Foto: Divulgação)

Expondo curiosidades como a soma das suas 19 tatuagens, Ferrugem ainda contou sobre fatos como o surgimento do nome artístico. Jheison Failde de Souza, seu nome oficial, parece bem longe do novo nome, mas ele afirmou que até a sua mãe lhe chama pelo título artístico hoje em dia. “Tudo começou por conta do meu chulé. Eu esquecia de passar talco e essas coisas, aí vieram vários apelidos, um deles foi esse, resolvi fazer graça de mim mesmo e pegou”, contou, afirmando, em tons sarcásticos, que hoje não esquece de cuidar dos pés.

Mas os fatos surpreendentes não pararam por aí. “Eu ia participar da Imaginasamba. Cheguei a fazer um teste pra ser backing vocal deles”, exclamou o artista, que já chegou a substituir o amigo em um show. “Eu estava doente e o Ferrugem subiu no palco no meu lugar. Deu medo de perder o emprego”, disse Suel, enquanto cutucava o amigo.

Logo após o programa, o pagodeiro ainda concedeu uma entrevista para o CORREIO, e conversou com a jornalista Vanessa Brunt (do quadro O Artista Indica), deixando até uma dica de série. Confira:



PARCERIA COM SORRISO MAROTO
Ferrugem ainda falou sobre Bruno Cardoso, vocalista da banda Sorriso Maroto, que ficou afastado do grupo por meses após uma doença cardíaca. “Conversei com ele ontem (2) e ele falou que está basicamente 100%. Em breve o teremos de volta e dia 8 vem aí uma música que gravamos juntos e pela qual tenho muito carinho”, adiantou.

Indagado sobre como é ter a admiração de todas as classes sociais e faixas etárias, o cantor declarou nervosismo. “É incrível e é uma grande responsabilidade, mas música é isso: é falar com todos os corações. E somos todos iguais no fundo, não podemos esquecer. É tudo sobre amor”, finalizou o artista, que ainda cantou músicas como Seja o Que Deus Quiser.

Esquecendo da letra de algumas das canções, Ferrugem brincou com a plateia durante todo o evento. "Vê se não esquece a letra da pergunta", dizia antes de conversar com algum fã. Para sanar a situação, ainda pontuou: “Eu escrevo algumas letras, outras não, aí a gente esquece, mas vocês me ajudam, não é? Se não falta sentimento, tá tudo certo”, e o que não faltou foi coro, que promete cantar até amanhã.

Para esquentar para o show, ouça uma playlist do artista.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas