Ao raspar o cabelo em Bangu, Eike Batista revelou que usava peruca

brasil
11.03.2017, 16:21:00

Ao raspar o cabelo em Bangu, Eike Batista revelou que usava peruca

Ex-bilionário está preso desde o dia 30 de janeiro pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro

A vida do ex-bilionário Eike Batista virou de ponta cabeça desde que ele foi preso por suspeita de lavagem de dinheiro em um esquema que envolve o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que também está detido. Proprietário do grupo EBX, Eike ainda teve de revelar um segredo íntimo ao ser levado para o Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro. 

Ao ser encaminhado ao barbeiro da penitenciária para ter o cabelo raspado, o empresário deixou o orgulho de lado e contou que usava peruca. De acordo com o jornal O Globo, o barbeiro já se preparava para começar o trabalho quando foi interrompido por Eike. "Não precisa usar a máquina", disse Batista, desatando lentamente a peruca com as mãos.

Resultado de imagem para eike batista é preso correio 24h
Preso por corrupção, ex-bilionário Eike Batista revelou na cadeia que usava peruca (Foto: Estadão Conteúdo)

Após retirar a indumentária, restaram apenas dois tufos de cabelo dos lados da cabeça, que foram raspados com a máquina zero. Eike Batista sempre foi apontado como vaidosos por pessoas próximas e chegou a revelar durante uma entrevista em 2010 que tinha feito um implante capilar. O implante, porém, não teria dado resultado e o ex-bilionário recorreu à técnica clássica para esconder a calvície. 

Uma reportagem da Revista Piauí, também em 2010, noticiou que médicos italianos teriam garantido uma cabeleira saudável para o empresário pelo valor de R$ 50 mil. O procedimento seria com uma espécie de peruca colada à cabeça. 

Eike Batista está preso desde o dia 30 de janeiro. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de pagar propina ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, em troca de vantagens para a sua empresa. Os valores teriam chegado a 16,5 milhões de dólares.   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas