Aos 41 anos, Buffon deixa o PSG após uma temporada

esportes
05.06.2019, 15:10:00
Goleiro Buffon não renovou contrato com o PSG (Franck Fife/ AFP)

Aos 41 anos, Buffon deixa o PSG após uma temporada

Goleiro italiano ainda não definiu se irá se aposentar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O goleiro italiano Gianluigi Buffon, de 41 anos, não seguirá no Paris Saint-Germain para a próxima temporada. Nesta quarta-feira (5), em suas redes sociais, o clube francês anunciou a saída do veterano jogador, que atuou apenas um ano na equipe que conta com os brasileiros Neymar, Daniel Alves, Marquinhos e Thiago Silva.

Em julho do ano passado, depois de deixar a Juventus, Buffon assinou contrato com o Paris Saint-Germain por uma temporada, até o próximo dia 30, com opção de renovação por mais uma. No entanto, as partes não entraram em acordo para que o goleiro seguisse no clube na próxima temporada. O futuro do italiano ainda é incerto após o anúncio sobre a saída do PSG.

A diretoria do Paris Saint-Germain agradeceu a Buffon pelo serviço prestado. "Um cavalheiro dentro e fora do campo e um extraordinário companheiro de equipe. Desejamos a você o melhor para o futuro", disse o clube em uma postagem no Twitter.

Pouco tempo após a confirmação da saída, Buffon fez um post no Instagram para se despedir dos torcedores. De acordo com o goleiro, a equipe francesa até ofereceu uma renovação, mas ele quer buscar novos desafios. "Hoje (quarta-feira) a minha aventura termina fora da Itália. O PSG ofereceu uma renovação de contrato que eu não aceitei, impulsionado pelo desejo de me preparar para novas experiências humanas e novos desafios profissionais", afirmou.

Apesar de ser considerado um dos maiores goleiros do mundo, Buffon teve uma temporada abaixo do esperado e falhou em jogos importantes - como na derrota por 3 a 1 para o Manchester United, em Paris, que custou a eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Participou de apenas 25 partidas e ficou diversas vezes na reserva do francês Alphonse Aréola.

No Paris Saint-Germain, Buffon venceu um Campeonato Francês e uma Supercopa da França. Antes de partir para Paris, fez história defendendo o gol da Juventus. Na Itália, defendeu a equipe de Turim em 507 partidas entre 2001 e 2018. Foram 9 títulos do Campeonato Italiano, 5 da Copa da Itália e mais 6 da Supercopa da Itália, além do título da Série B em 2005/2006. O jogador ainda chegou em duas finais de Liga dos Campeões com a Juventus, mas acabou derrotado - para Barcelona, em 2015, e Real Madrid, em 2017.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas