Após acordo na Justiça, Felipe Neto deverá gravar vídeo sobre Malafaia

brasil
02.11.2019, 16:16:00
Atualizado: 02.11.2019, 17:11:27

Após acordo na Justiça, Felipe Neto deverá gravar vídeo sobre Malafaia

De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, publicação deve ser feita ainda essa semana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O imbróglio enntre o pastor Silas Malafaia e o youtuber Felipe Neto deverá ser encerrado essa semana. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, os dois chegaram a um acordo na Justiça, e Felipe Neto vai ter de gravar um vídeo sobre o pastor. Em agosto, o youtuber fez uma thread no Twitter, na qual explicava a situação. 

"Silas Malafaia está me processando criminalmente, buscando minha condenação à prisão, simplesmente por eu ter acabado com seu esquema de boicotes a empresas que apoiam causas LGBT. Meu vídeo continua no ar, minha luta contra o processo será até o fim”, escreveu à época.

O processo veio na esteira de uma fala de Neto que dizia que Malafaia "explora a fé das pessoas para
enriquecer".

Segundo a publicação de O Globo, Neto tem até a próxima sexta (8) para gravar um vídeo em que diz o seguinte:"Em acordo na queixa-crime [...], venho esclarecer que: eu critico a postura e não concordo com muitas coisas que o pastor Silas Malafaia fala, mas não posso provar e afirmar que ele enriquece através de fiéis".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas