Após dar à luz em coma por covid-19, mulher abraça filha pela primeira vez

coronavírus
17.04.2020, 18:31:00
Atualizado: 17.04.2020, 18:31:48
(Foto: Reprodução/Instagram)

Após dar à luz em coma por covid-19, mulher abraça filha pela primeira vez

Curada do novo coronavírus, Angela Primachenko conseguiu segurar sua recém-nascida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Angela Primachenko, finalmente, conseguiu abraçar sua filha recém-nascida. A mulher tinha dado à luz no dia 1º de abril, enquanto estava em coma induzido por causa do novo coronavírus, e, quando acordou, sua bebê, Ava, já tinha cinco dias. Porém, a russa radicada nos Estados Unidos precisou esperar até que os resultados para a doença dessem negativo para que pudesse pegar a menina no colo.

"Chorando agora! Estou livre da covid-19! E segurando minha menina em minhas mãos!", escreveu Angela em seu perfil no Instagram. Ava está saudável e nasceu sem sinais do coronavírus.

Moradora da cidade de Vancouver, em Washington, Angela apresentou os primeiros sinais do vírus no 22 de março, quando estava com 33 semanas de gestação, de acordo com o site KGW8. Dois dias depois, com febre, resolveu fazer o exame para a covid-19, que deu positivo. Ela, então, precisou ser internada.

No dia 29 de março, estava tão fraca por causa dos sintomas que os médicos acharam melhor induzir o coma, para que ela pudesse usar sua energia no combate à doença. Em 1º de abril, foi a vez de induzir o parto. Ao todo, Angela passou 17 dias no hospital, sendo dez deles entubada.

"Quando você está doente, está apenas lutando pela vida. Meu foco não era o medo; era apenas superar isso", relatou, no Instagram. Angela, que também é mãe de Emily, de 10 meses, já teve alta médica. Já a pequena Ava deve ser liberada na semana que vem.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas