Após eliminação na Liga dos Campeões, PSG prepara barca de saídas

esportes
12.03.2022, 17:00:00
Mbappé deve assinar pré-contrato com o Real Madrid na semana que vem (C. Gavelle/PSG)

Após eliminação na Liga dos Campeões, PSG prepara barca de saídas

Mbappé, Di María e Wijnaldum não devem ficar na equipe para a próxima temporada

A traumática eliminação da Liga dos Campeões deve provocar uma série de mudanças no Paris Saint-Germain. De acordo com o jornal L'Equipe, o clube já está pensando no elenco para a próxima temporada, e uma série de jogadores não está nos planos para o futuro.

Entre as saídas, estariam os veteranos Di María e Wijnaldum. O argentino de 34 anos ficou no banco na partida de volta contra o Real Madrid, que decretou a queda na Champions, e não deve ter seu contrato renovado. Ele, porém, é tido como um jogador com mercado em outras ligas, como Espanha e Itália.

Wijnaldum, por sua vez, não conseguiu se firmar na equipe francesa. O meia holandês de 31 anos foi uma das contratações do PSG para a temporada, mas não teve muitos minutos em campo. O contrato com o clube, porém, vai até 2024, e será preciso negociar sua saída.

Já Mbappé, principal jogador do Paris Saint-Germain na temporada, vive uma situação diferente. O clube gostaria de manter o atacante no elenco, mas ele quer sair. De acordo com o jornal Marca, o francês deve assinar na próxima semana um pré-contrato com o Real Madrid. O anúncio oficial, porém, só acontecerá no fim da temporada.

Outros nomes que não devem continuar no PSG incluem o zagueiro Diallo, o lateral Dagba e o meia Emimbe. 

Há também os que vivem uma situação indefinida, como Sergio Ramos. Contratado nesta temporada, o zagueiro acumula problemas físicos e entrou em campo em apenas cinco partidas. O vínculo, porém, se encerra somente na próxima temporada.

Já o atacante Icardi, o meia Draxler e o volante Herrera perderam espaço no grupo, mas são considerados caros para conseguirem uma realocação em outra equipe.

Em meio a tantas possíveis saídas, uma coisa é dada como certa: Messi e Neymar devem ficar. Ambos possuem contratos em vigor e não estariam demonstrando sinais de que querem deixar a equipe. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas