Após polêmica com estupro, funkeiro faz letra 'light' de 'Surubinha de Leve'

entretenimento
18.01.2018, 20:07:50
Atualizado: 18.01.2018, 20:15:12
(Foto: Reprodução)

Após polêmica com estupro, funkeiro faz letra 'light' de 'Surubinha de Leve'

A faixa original foi excluída do Spotify e do Youtube após dezenas de denúncias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Acusado de apologia ao estupro com a música "Surubinha de leve", o funkeiro MC Diguinho decidiu lançar a versão "light" da música. Na quarta (17), a faixa original foi excluída do Spotify e apagado do Youtube após dezenas de denúncias.

No hit adaptado, lançado nesta quinta-feira (18), no lugar de "convoca as putas" e "filhas da puta", entra "convoca as tchucas" e "minas maluca". Já no verso "Depois taca a pica e abandona na rua", fica: "Taca e fica, mas não abandona na rua".

Por meio da assessoria, o artista disse que "reconhece o conflito de informações devido a toda repercussão" e informou que mora com mãe, irmãs e uma sobrinha e "jamais irá denegrir a honra e a moral das mulheres".

Em um vídeo no Youtube, o cantor defendeu a letra original da sua música. “A rapaziada na internet, hoje em dia, entende a música de um jeito. Cem pessoas, cada um entende a música de um jeito. Eu queria passar a música de um jeito e ela foi mal interpretada", explicou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas